Portugal – Sugestões de Roteiros de 1 à 17 dias

Uma das piores sensações pra um viajante é perceber que errou na conta dos dias pra uma viagem. É ruim saber que está indo embora sem ter visto tudo que era importante, assim como calcular mal e ter muitos dias sobrando, e notar que poderia ter aproveitado pra fazer outras coisas caso tivesse se planejado melhor.

Pra te ajudar a não cometer esse erro, vale pesquisar quantos dias são necessários pra conhecer bem aquele destino. Nem sempre é possível achar um número mágico, não há um número certo para cada lugar, depende do que te interessa conhecer e do seu estilo de viagem. Mas vamos tentar te ajudar.

Portugal é um país pequeno, mas cheio de cidades encantadoras a serem vistas. É quase um pecado deixar de visitar algumas como Óbidos, Aveiro, Sintra… E pra te ajudar a decidir o que fazer, seguem nossas sugestões do que pode ser feito em cada quantidade de dias.

Óbvio que há muitos outros lugares além do que apresentaremos, mas esses nós consideramos os mais importantes pra quem quer conhecer o País.

Portugal em 17 dias – Pra nós, um número bom para Portugal é pelo menos uns 17 dias. Sim, é possível conhecer com menos, mas vou te mostrar tudo que dá pra fazer nesses 17 dias:

  • Dia 1 – Porto
  • Dia 2 – Vila Real, Trás os Montes: Douro/ Régua/ Pinhão/ Vila Real
  • Dia 3 – Ponte de Lima/ Viana do Castelo
  • Dia 4 – Porto
  • Dia 5 – Aveiro/ Ovar/ Barra/ Costa Nova
  • Dia 6 – Guimarães / Braga
  • Dia 7 – Porto
  • Dia 8 – Coimbra
  • Dia 9 – Mosteiro da Batalha/ Fátima  
  • Dia 10 – Nazaré
  • Dia 11 – Óbidos
  • Dia 12 – Lisboa: Belém
  • Dia 13 – Caiscais/ Estoril  
  • Dia 14 – Sintra
  • Dia 15 – Algarve (Se for inverno, substitua por Serra da Estrela e coloque no começo do Roteiro)
  • Dia 16 – Algarve
  • Dia 17 – Algarve

Segue mapa com todos os pontos a ser visitados, sugiro que baixem o MyMaps do Google e salvem nossos mapas dos locais, assim, será possível vê-los offline.


Se você pode ficar mais dias, faça tudo com mais calma, visite menos lugares por dia e passe mais tempo em cada cidadezinha. Aproveite pra passar em cidadezinhas pequenas e menos visitadas, elas são sempre uma surpresa.

Já se você não tem tanto tempo, é possível reduzir o roteiro que sugerimos aí em cima. Vou colocar os dias aqui por ordem de prioridade do que deve ser visto, assim você decide quais dias excluir. Pra otimizar o tempo de viagem entre os locais, quando fomos, ficamos no Porto, depois em Belém (Clique aqui pra ver onde se hospedar em Lisboa) e depois em Vila Nova de Gaia, e desses lugares partíamos para as cidades próximas. Sugerimos que façam algo semelhante, e se hospedem nesses locais, reduzindo o deslocamento entre sua hospedagem e o destino.

Segue a lista de onde ir, do mais importante, aos menos indispensáveis. Grifei os que são totalmente indispensáveis. Então você faz assim: Se tiver um dia só, faz o primeiro, se tiver 2, faz o primeiro e segundo e por aí vai, independente da ordem que será feito, e não esqueça de considerar os tempos de deslocamento.

  1. Lisboa/ Belém
  2. Lisboa/ Sintra
  3. Porto: Baixa/ Café Santiago/ Sta Catarina/ Matosinhos/ Gaia/ Ribeira/ Casas de Vinho
  4. Porto
  5. Aveiro/ Ovar/ Barra/ Costa Nova
  6. Peniche/ Óbidos/ Nazaré
  7. Mosteiro da Batalha/ Fátima
  8. Sintra
  9. Guimarães / Braga/ Barcelos
  10. Algarve
  11. Ponte de Lima/ Viana do Castelo
  12. Caiscais/ Estoril
  13. Coimbra
  14. Vila Real, Trás os Montes (Comboio): Douro/ Régua/ Pinhão/ Vila Real
  15. Costa do Alentejo: Sines/ Vila nova de Milfontes/ Odemira/ Porto covo/ Odeceixe
  16. Serra da Estrela: Torres Novas/ Castelo Branco/ Monsanto
  17. Gerês

Dentro de cada um dessas cidades e lugares há mil coisas a se ver e fazer. Aos poucos vamos escrevendo tudinho aqui no Blog.


Como se deslocar

A melhor forma de deslocamento pra conhecer esses lugares todos aí é de carro. Sem dúvida, alugar um carro te trará uma flexibilidade e otimizará muito a sua viagem. Você pode se deslocar de comboio ou transporte publico, mas isso pode te fazer perder um tempo a mais, além de ficar engessada nos horários disponíveis.
Eu sempre alugo via RentCars ou RentalCars, porque todas as vezes que comparei, ficava mais barato do que direto com a agência. Clica aqui pra ir direto para o site da RentCars ou RentalCars pra comparar e ver como vale mais a pena.

Hashtags de viagem pra seu Instagram – Quais usar, O que são, Pra que servem e Como usar

Se você está lendo esse post é porque já acredita que as #Hashtags fazem muita diferença quando utilizadas estrategicamente. Mas vou fazer um ‘bate-bola – jogo rápido’, tipo de frente com Gabi (MeoDeus…tô velha) pra ter um resuminho da importância delas. Sobre Hashtags :: O que são: São palavras-chave precedidas do símbolo # que, quando usadas, … Ler mais Hashtags de viagem pra seu Instagram – Quais usar, O que são, Pra que servem e Como usar

Certificado de Vacinação – Onde é exigido e como obter

O Certificado Internacional de Vacinação ou Profilaxia – CIVP é um documento que comprova a vacinação contra a febre amarela e / ou outras doenças, bem como outros métodos profiláticos, medidas tomadas para evitar a disseminação e doenças e contaminação. É exigido, por alguns países, como condição para a entrada de um viajante. Atualmente, o … Ler mais Certificado de Vacinação – Onde é exigido e como obter

Como voar de balão no Egito – O lugar mais barato do mundo

Alô Alô viajantes que não tem medo de aventura, que querem sempre fazer coisas novas e principalmente sem gastar muito – Esse post é pra você! Quando fomos ao Egito, fizemos por agência e caímos em algumas muitas furadas. (Leia aqui nossa avaliação sobre a agência que contratamos e indicação de algumas que não são … Ler mais Como voar de balão no Egito – O lugar mais barato do mundo

Nungwi & Kendwa: Informações Gerais

Nungwi está localizado na ponta mais norte de Zanzibar. Depois de Stone Town, é uma das áreas mais populares da ilha, e é a segunda maior aldeia em Zanzibar. Ela é conhecida por ser uma importante vila de pescadores, e eles também são conhecidos localmente por fazerem as melhores velas da Ilha, as tradicionais Dhow, que … Ler mais Nungwi & Kendwa: Informações Gerais

St. Patrick's Day: Os melhores lugares no mundo para celebrar

Já perceberam como a festa de St. Patrick’s Day tem sido cada vez mais aderida? Pode ser impressão minha, mas não lembro de ver tantos bares comemorarem a data há uns anos atrás, pelo menos não no Brasil. Se você não sabe o dia certo, anota aí, dia 17 de Março.
Inicialmente, a celebração era feita pelos irlandeses, e você deve imaginar a importância e o significado dessa festa para eles. Lá eles tem um feriado dedicado à São Patrício, santo padroeiro que disseminou o catolicismo no País, e a festa é tããão boa que influenciou outros lugares a comemorarem a data com eles.
Em Dublin, esse feriado é como um carnaval pra nós, durante 4 ou 5 dias as pessoas festejam com desfiles, fantasias, shows ao ar livre, e a festa se espalha por todos os pubs da cidade, sempre com bastante cerveja e uísque irlandês.
Atualmente, a comemoração de St. Patrick’s Day não é apenas na Irlanda e até o Cristo Redentor já ficou verde. Outras cidades, além de Dublin, já mostraram que sabem fazer uma boa festa, com a mesma energia e animação, e hoje em dia, aonde você estiver, há cidades para sair trajado de verde e tomar uma cerveja no dia 17 de março. Então se você nunca participou dessa festa, provavelmente uma te alcançará em breve.
Se não está disposto à esperar a ação do destino, e quer festejar em alto estilo, nas melhores festas de St. Patrick’s Day pelo mundo, nós te damos uma listinha pra você se planejar para a próxima. Mas antes disso, umas curiosidades sobre a festa:

  • O nome original do Padroeiro era Maewyn Succat, e ele trocou o nome para Patrick (Em português: Patrício – que significa pai) quando virou um sacerdote.
  • Maewyn foi sequestrado por piratas irlandeses quando tinha 15 anos, e foi obrigado a trabalhar como escravo, apesar de pertencer a uma família rica e influente na Grã Bretanha. Como escravo, ainda menino, ele ouviu vozes que acreditou ser Deus, e após isso, conseguiu fugir e retornar para sua terra. Novamente ele ouviu o chamado divino e tornou-se missionário, a fim de espalhar pela Irlanda o Cristianismo. Após 15 anos de estudo, virou um sacerdote e assumiu o nome Patrick.
  • DUENDE: Um dos símbolos da festa é o duende, também conhecido como Leprechaum. Nas festas é comum decorações e fantasias ligadas ao personagem, que é associado a alegria, música e dança.
  • TREVO: O trevo de três folhas, era utilizado por St. Patrick para explicar a doutrina da Trindade. Com isso, se tornou um dos principais símbolos da festa e popularizou a utilização da cor verde.
  • HARPA: Se você visualizar harpas, saiba que ela é uma das marcas da festa, pois é considerada um símbolo nacional irlandês.
  • VERDE: O verde não foi a primeira cor associada ao Saint Patrick’s Day, e sim o azul. Mas na Rebelião Irlandesa de 1798, os soldados utilizavam um trevo em suas lapelas, e a cor verde se propagou.

A Irlanda se pinta com a cor durante os dias de folia, e é muito comum, em todos os lugares no mundo, que o chope tenha a cor verde, adicionando algumas gotas de menta, ou corante à bebida.

Em Chicago, desde 1961 as águas do rio da cidade são pintadas de verde. Em outros lugares o verde é utilizado na iluminação dos principais pontos turísticos, e até o Cristo Redendor já entrou na brincadeira.

Agora vamos à lista das melhores festas pelo mundo:

DUBLIN

A original, é claro, é a maior festa do mundo. A cidade explode em seu momento auge todo anos, são 4 ou 5 dias em que o berço do St Patricks Day se enche de música tradicional, folclore, danças, desfiles, e é claro, muita cerveja.

NEW YORK

NY também tem seu próprio desfile, com duração de 6h, o desfile mais antigo nos EUA, que começou a 14 anos antes da declaração de Independência dos EUA. Eles possuem a segunda maior festa por um motivo, possuem uma das maiores populações irlandesas dentro dos Estados Unidos.
Cerca de 2 milhões de pessoas acompanham o caminho ao longo da Quinta Avenida. Então imagine a união da cidade que nunca dorme com a alegria dos irlandeses, a festa se espalha por toda cidade, em todas as ruas, bares, pubs, impossível não se contagiar.

BUENOS AIRES

A quinta maior população irlandesa no mundo está lá, e é claro que eles não deixariam de esverdear os 10 bairros no coração da cidade nessa data. Há um desfile na Plaza San Martin, que também é considerado o maior desfile da cidade, que dá abertura às comemorações da noite.

CHICAGO

Outro lugar com uma festa bem famosa é Chicago, onde desde 1961 eles gastam mais de 40 quilos de corante verde para transformar o rio de Chicago. Lá também rola um desfile de 3h, um dos maiores dos EUA, o ‘Chicago Downtown Parade’ que em 2015 completou sua 60º edição. Eles celebram durante todo o mês de março.

BOSTON

No O grande número de descendentes irlandeses em Boston torna a cidade um dos locais mais importantes do mundo para a celebração do Dia de São Patrício. No domingo mais próximo ao St. Paddy’s Day, em South Boston, monta-se um palco para um animado desfile que inclui bandas tradicionais de todos Estados Unidos.

LONDRES

Aqui o desfile acontece no domingo mais próximo ao dia 17 de março e conta com carros alegóricos e bandas que passam por lugares badalados como a Piccadilly Circus, Whitehall e Trafalgar Square. As pessoas se reunem no Jubilee Gardens e no National Theatre, onde há músicas e danças celtas, comidas típicas, artesanatos, trajes e artes irlandesas. Isso tudo acontece com a linda visão da London Eye.

AUCKLAND

Se você estiver pensando em conhecer a Nova Zelandia, vale programar para pegar alguns dias da festa aqui. Em Auckland existe uma catedral dedicada à São Patrício, e a cidade também se dedica em fazer uma big festa durante março. A festa dura alguns dias e se divide em eventos pela cidade, inclusive uma parada. Eles tem um site da festa, se quiser ver mais, clica aqui.

TÓQUIO

Por mais estranho que pareça, lá do outro lado do mundo eles também sabem fazer uma boa festa de St. Patrick’s Day. Há 24 anos eles realizam uma parada que celebra a data na capital japonesa e só vem aumentando sua popularidade.

COPENHAGUE

Aqui rola uma das celebrações mais divertidas de St. Patrick’s pelo globo. Patrocinada pela Carlsberg e pelos diversos pubs irlandeses espalhados pelo país, acontece anualmente a Three-legged Charity Race. Uma corrida feita em duplas, onde os participantes amarram uma de suas pernas junto a do companheiro e completam circuitos de até 5km, a fim de arrecadar dinheiro e mantimentos para instituições de caridade da região.

COATBRIDGE

Nessa pequena cidade ao norte da Escócia a festa foge um pouco do padrão do resto do mundo, sendo uma celebração mais introspectiva e saudosista, que homenageia e relembra o número de soldados irlandeses que se abrigaram e defenderam a cidade durante a Primeira Guerra Mundial.

MILÃO

O conselho de turismo Irlandes realiza durante uma semana inteira, celebrações no Ippodromo del Trotto, levando aos italianos toda a magia relacionada ao feriado de St. Patrick com comida, música e dança para todas as idades, além de muita Guinness para os adultos.

MUNIQUE

Você deve imaginar que era óbvio que um dos lugares mais famosos pela cerveja não ficaria de fora dessa lista. Mas essa festa é especial, no dia 17 de março, os alemães se dedicam a apreciar as canecas e pints de Guinness ao invés de suas icônicas lagers e weizen biers. Eles comemoram com uma enorme festa ao ar livre organizada na cidade que normalmente acontece na Câmara Municipal de Munique, que é toda iluminada com luz verde.

TESSALÔNIA

Tessalônia possui uma comunidade irlandesa enorme, e é a segunda maior cidade da Grécia, além de ser uma das mais belas. Por esses três motivos, seus moradores e moradores do sudeste europeu se programam para ir até lá e serem recebidos com bastante shots de uísque e ouzo.

BELFAST

Essa lista não estaria completa sem mais uma cidadezinha Irlandesa. Lá a festa rola por todos os lugares do país, mas além de Dublin, Belfast se destaca.
A capital da Irlanda do Norte faz uma festa super caprichada, com muita dança, música, decorações, um desfile enorme e muita Guinness, é claro. A festa costuma durar uns 4 dias, levando aos nortenhos toda a atmosfera positiva que engloba a festa.
 
Essas são as principais espalhadas pelo mundo, mas a festa já está tão globalizada que será possível curtir em lugares inimagináveis, com religião e cultura totalmente diferentes da Irlanda, tenta a sorte.
Sabia que alguns lugares em SP e BH também costumam comemorar? Seguem algumas indicações que vocês podem tentar:

São Paulo

  • São Paulo (Capital) – Bar Charles Edward, Bottled Dog, Café Aurora, Dublin, Jet Lag Pub, Memphis Rock Bar, Morrison Rock Bar, Ozzy Stage Bar, Republic Pub, Rhino Pub, Rock Bikers Bar, Sailor Burgers & Beers, Saloon
    St. John’s Irish Pub, The Blue Pub, The Joy, The Sailor.
  • Santo André – Old Town English Pub
  • São Bernardo do Campo – Liverpool
  • São Caetano do Sul – Booze Hound Bar, Goodfellas
  • São José dos Campos – Dunluce Irish Pub
  • Sorocaba – Kingsford
  • Bauru – Jack Music Pub

Belo Horizonte

  • A Autêntica – rua Alagoas, 1172, Savassi
  • Pátio Cervejeiro da Backer – rua Santa Rita, 220
  • Estacionamento do Mineirão

E aí, já escolheu onde comemorar o próximo St. Patrick’s Day?

Como comprar moeda estrangeira

Antes de iniciar sua viagem uma etapa importante é a compra de moedas do país de destino final. Há quem prefira fazer essa troca na primeira oportunidade após chegar ao destino, mas você pode acabar comprando com alta taxa de câmbio. Nós daremos algumas dicas e informações básicas para trocar moedas do jeito mais seguro. … Ler mais Como comprar moeda estrangeira

Como comprar passagens

Esse é uma tarefa que requer um pouco de tempo, paciência e trabalho pra conseguir o melhor negócio. Nossa primeira dica: Não confie totalmente/somente nos sites e buscadores que informaremos aqui, sempre olhe em quantos forem possíveis, eles dizem que mostram o preço mais em conta, mas as vezes em outro buscador está mais barato … Ler mais Como comprar passagens

Roteiro de 4 dias em Santiago do Chile

Se você tem 4 dias em Santiago, segue nossa sugestão de roteiro pra você organizar os seus dias. Aqui está um mapa que vai te ajudar a se achar em Santiago. Dia 1: Centro Palácio Moneda Passe pelas ruas coloridas (Augustinas) Aproveite pra trocar dinheiro na Augustinas, onde tem a melhor cotação. Clique aqui e … Ler mais Roteiro de 4 dias em Santiago do Chile

Maragogi

Com as piscinas naturais mais famosas do Alagoas, o mar de Maragogi parece uma pintura. O principal atrativo são as piscinas naturais que dependem das marés baixas para serem aproveitadas. Os catamarãs levam entre 20 e 30 minutos para chegar às piscinas naturais, e os passeios costumam permanecer lá uma hora e meia, então chegue com antecedência pra não perder o barco.
Não saia de casa se consultar a tábua de marés e saber se haverá piscinas naturais no dia e em que horário. Caso prefira, feche um passeio diretamente com as empresas de turismo que ficam oferecendo seu serviço na orla de Pajuçara, em Maceió. Os horários variam diariamente, porque a maré baixa ocorre com uma diferença de meia hora a 45 minutos a cada novo dia.
SUPER IMPORTANTE: Antes de ir à Maragogi, consulte a tábua de maré, clique aqui para o site. Para visitar as piscinas naturais, o ideal é pegar uma maré menor que 0.6.

Conhecida por ser a segunda maior barreira de corais do mundo, as piscinas ficam a 6km da praia. Com tamanha extensão, os corais abrigam uma rica fauna marinha que poderá ser vista nos mergulhos.
Vale lembrar que a maioria das piscinas naturais de Alagoas, não apenas Maragogi, possui um número limitado de visitantes por dia, fazendo com que as agências revezem as piscinas principais.
Aqui os passeios são feitos para uma quantidade maior de pessoas e acabam oferecendo um serviço menos pessoal, mas as piscinas compensam. Caso queira mais exclusividade e uma piscina não tão lotada, opte por visitar as outras piscinas, que não sejam as principais de maragogi, assim você terá um mergulho mais tranquilo e menos companhia.
O restaurante do Alto Cruzeiro fica na parte mais alta da cidade e possui uma vista panorâmica do mar, caso esteja com tempo, vá lá, nem que seja pra beber algo e apreciar a vista.

Peru: Onde trocar o dinheiro – Melhores cotações

Antes de te falar onde trocar, você precisa responder outras perguntas como:

  • Troco o dinheiro aqui ou lá?
  • Levo Dólar ou Real?

Ambas foram respondidas nesse post aqui (Clique aqui). Aconselhamos que você responda essas primeiro e depois defina onde trocar no Peru.

Onde trocar no Peru

Nas cidades você encontrará melhores taxas do que no aeroporto. Se necessário pagar táxi ou transporte troque no aeroporto somente o necessário, pois a cotação é ruim. Pra você terem ideia, quando estávamos indo embora, sobraram alguns soles e queríamos destrocar pois não teríamos o que fazer com eles, por sorte a agencia do aeroporto estava fechada e esbarramos com uns brasileiros também aguardando a abertura para comprar um pouco. Fizemos pra eles pelo preço que pagamos na cidade e era muiiito menor do que estavam cobrando na agência, papo de uns 20 à 30 centavos mais caro que na cidade, enquanto pagávamos uma média de 1 pra 1 na cidade, ali 1 sol custava uns R$1,25 .
Considere também a facilidade na hora de trocar o dinheiro. Para eles, o dólar é praticamente moeda corrente, herança da época de instabilidade econômica. Você poderá pagar em dólar e receber seu troco em soles, assim já fica com dinheiro local.
A taxa de conversão destes estabelecimentos comerciais costuma ser bem razoável quando comparada às casas de câmbio.
Cuidado com as notas de US$ 100,00 – elas não são sempre aceitas, por medo de falsificação.
O Real só poderá ser trocado em casas de câmbio que podem estar longe do seu hotel, ou fechadas no horário em que você chega. Será um pouco menos fácil, mas nada que atrapalhe. Cuidado com cambistas clandestinos pelas ruas, nós não recomendamos. Há vendedores oficiais, nós vamos explicar aí embaixo.

Locais com boas cotações

:: Lima ::

:: Casa de Cambios La Aurora
:: Money Gram – Shopping Larcomar – aberta aos fins de semana – cotação era um pouco mais alta.
:: Ouuuuu, nosso lugar de troca favorito: Nas RUAS! Sim, há vendedores confiáveis nas ruas, eles seguem a cotação oficial do país, vestem o colete oficial e estão espalhados por toda cidade com bolos de dinheiro na mão. Em Lima era muito comum, até estranhamos ver aquela pataca de dinheiro que eles mostram sem o menor pudor, ato impossível de se ver no Brasil. Mas eles nos garantiram que não há nenhum risco de assalto. Juro que tirei uma foto de um deles com um bolo de dinheiro na mão, mas não achei aqui, de qualquer forma, olha uma foto deles aí, note que o encostado no poste é um e logo a frente tem uma outra senhora com bonezinho, é bem fácil de encontrar.

Em adição à pergunta do Vilker nos comentários, as ruas que encontramos mais facilmente: Av Jose Larco. Ali pelas proximidades da Prefeitura sempre tinham vários, outro lugar certo é perto da Calle Tarata, umas duas quadras antes da prefeitura, e no cruzamento da José Larco com a Alfredo Benavides. Basta procurar os coletes vinho. Por ali tem várias casas de cambio com cotação similar também, vale pra conferir o preço, mas prefira os ambulantes pois são registrados pela prefeitura.
Em Lima o cambio é um pouco melhor, então se você passar por aqui antes, troque um a mais, assim você troca em Cusco só o que faltar.

:: Cusco ::

Em cusco não encontramos os ‘trocadores de rua’ com tanta facilidade, e acabamos trocando em casas de cambio pela cidade. São muitas, sempre observe os preços e vá perguntando em todos pra quando precisar, já saber onde tem a melhor cotação. Por incrível que pareça, as casas na praça não são tão diferentes das demais, então vale pesquisar em todas por ali também.

Taxas por saque no Peru

:: Scotiabank – Sem taxa
:: Banco de la Nación (caixa vermelho e branco) – Sem taxa
:: BCP 5,60 soles
:: BBVA 14,50 soles
:: Caixas eletrônicos Global Net 10 soles (Esses caixas eletrônicos Global Net (com um cartaz escrito Union Pay) eram encontrados no aeroporto, nos hotéis e nos locais turísticos. Parecia ser o Banco 24h deles)
Nota: Esses valores podem variar com o tempo e de caixa eletrônico para caixa eletrônico, é sempre bom conferir antes.

Conclusão

Se fosse na data de 24/1/17, valeria mais a pena levar dólar. Não posso te dizer hoje, se vale ou não, faça as contas e avalie. Considere também as facilidades de troca do dólar.

  • Em Lima: Troque com os cambistas com aventais pelas ruas.
  • Em Cusco: Troque em casas de cambio, que possuem cambio variável, pesquise preços no local.

Espero ter ajudado, se tiver mais algo a acrescentar, escreve aí que adicionamos.


Outros posts sobre o Peru que podem te ajudar:
:: 10 motivos para conhecer o Peru
:: Peru: Sugestão de Roteiro 11 dias
:: Peru: Levar Dólar ou Real – Troco aqui ou lá?
:: Peru: Onde trocar o dinheiro – Melhores cotações
:: Como comprar ingresso para o Machu Picchu sem intermediários
:: Cusco: Onde ficar – Melhores bairros, regiões e hotéis pra se hospedar
:: Cusco: Quanto custam os passeios aos sítios
:: Como evitar o mal de altitude: Soroche
:: 10 segredos de Machu Picchu que você não sabia

Onde ficar em Zanzibar – Melhores regiões e hotéis

Nesse post você vai descobrir as melhores opções de onde ficar em Zanzibar. A Tanzânia oferece diversas opções de hospedagem desde acomodações baratas até lodges luxuosos e exclusivos como os da rede Four Seasons, com piscina com vista para savana no Serengeti ou como os do &Beyond com vista 360 graus pra Cratera de Ngorongoro. … Ler mais Onde ficar em Zanzibar – Melhores regiões e hotéis

Tanzânia: Quanto tempo ficar

Para quem quer conhecer os principais destinos da Tanzânia, como Zanzibar, Dar es Salaam, Ngorongoro e Serengeti. Eu recomendaria ficar pelo menos 13 dias no total, sem considerar os dias de deslocamento de ida e volta, que dependendo da companhia aérea, pode durar até quase 2 dias em cada sentido. Se você deseja apenas conhecer … Ler mais Tanzânia: Quanto tempo ficar

Grécia: O que saber antes de viajar

A Grécia é um país incrível com atividades para todos os gostos, mas com algumas coisinhas diferentes de nossa terrinha, então pra você não viajar desprevenido, fizemos um resuminho do que você deve saber antes de viajar. Segue nosso infográfico esperto 😉 Informações Importantes Antes de viajar na Grécia, é aconselhável ter em mente o … Ler mais Grécia: O que saber antes de viajar

Como se vestir e comportar: Países Muçulmanos e Budistas

Essas orientações também servem para países Budistas, que possuem exigencias de vestimenta similares em seus templos, porém não nas ruas. Países ‘muçulmanos’ mais frequentemente visitados que exigem vestimenta adequada são: Tunísia, Marrocos, Egito, Indonésia, Bangladesh, Paquistão, Turquia. Países ‘Budistas’ mais frequentemente visitados que exigem vestimenta adequada em templos são: Tailândia, Camboja, Laos, Vietnã e outros. … Ler mais Como se vestir e comportar: Países Muçulmanos e Budistas

Foz do São Francisco e Piaçabuçu

O Velho Chico com seus 240 quilômetros de extensão dentro do território de Alagoas, encanta a todos que o conhecem. O passeio de barco ao Cânion do Xingó é o mais impressionante na região da divisa com Sergipe e parte do município de Piranhas
25 km adiante, o Pontal  do Peba é a última praia antes das dunas e da Foz do São Francisco. Tem uma faixa larga de areia dura, e por isso é point de praticantes de windcar.
Já à beira do São Francisco, o vilarejo de Piaçabuçu, a 110 km de Maceió, é o ponto de partida para os passeios de barco à Foz do São Francisco. O Rio São Francisco é o maior rio genuinamente brasileiro e um dos mais importantes da América do Sul. Conhecido como Velho Chico, o rio tem nascente em Minas Gerais e passa por estados como Bahia, Pernambuco, Sergipe e Alagoas. Entre Alagoas e Sergipe fica a foz do Rio São Francisco e o passeio vale a pena para quem está hospedado em ambos os estados.
A paisagem ao longo do rio é belíssima e rende um ótimo passeio ao ar livre. Durante o trajeto, é possível observar a bela mata ciliar e moradores da região que tiram seu sustento da pesca. O encontro das águas não é tão aparente quanto o encontro do Rio Negro e do Solimões, pois o rio e o mar já não têm cores tão distintas, mas o lugar tem uma beleza singular.
 

DSC05912.JPG
Terminal Turístico

Várias empresas de Maceió oferecem o passeio, mas você pode fazê-lo sem agências, indo até Piaçabuçu por conta própria. Se você for até o terminal turístico (foto), às margens do rio, e andar para o lado esquerdo de quem olha para o rio, você vai encontrar sempre moradores que são pescadores ou possuem canoas. Pergunte se sabem de alguém que leve vocês até à foz, assim você pagará muito mais barato, vai pegar uma canoa exclusiva pra duas pessoas e ainda ajudará diretamente uma família local (Quem levou a gente foi o Luciano, pergunte por ele, ele fazia por R$100 o casal fechando direto com ele). O único ruim dessa forma é que eles não dão explicações durante o passeio, mas se vocês pesquisarem antes, pode valer a pena.Caso não encontre ninguém por alí, vá até a associação de barqueiros, no porto e peça pra fretar um barquinho.
Curiosidade: Em frente a esse terminal turístico, há uma escadaria onde foram gravadas algumas cenas do filme ‘Deus é Brasileiro’. Tentem lembrar da cena em que umas mulheres estavam a lavar roupas nessa escadaria, como mostra na imagem a seguir.

Escadarias
Escadarias do filme ‘Deus é Brasileiro’

Essa foto foi tirada da primeira vez que fomos lá, e o edifício nem era ainda um terminal turístico.
Da primeira vez que fomos, fizemos o passeio com barco de turismo, fechado com uma cia turística, era um barco grande, com vários turistas e o pacote vinha um almoço que servia para praticamente te obrigar a comer onde eles indicavam.
256813_158824327516908_1197584_o
Porém, da vez mais recente, nós fretamos uma canoa com um pescador local, e foi muito diferente. Conseguimos conversar com ele e entender um pouco da dinâmica local.

Enquanto esperávamos, sentamos perto de moradores e eles nos deram inclusive um pote de camarão que eles estavam comendo e nos deram cerveja pra acompanhar, rs, super hospitaleiros. Conseguimos levar bebidas na canoa também, eles nos emprestaram a térmica e foram comprar bebida pra gente no mercadinho próximo.

Pergunte pra eles sobre a possibilidade de parar no banco de areia no Rio. Há um banco de areia que às vezes fica visível e é possível ir lá se você estiver de canoa com hélice móvel (Que era o nosso caso). Essas são as fotos do meio o rio, em cima do banco de areia, de um lado Alagoas, do outro, Sergipe.

Recomendamos uma parada para mergulho no rio e outra nas belas dunas de Piaçabuçu. Se o porte da embarcação permitir, é interessante, também, parar em uma pequena ilha onde antigamente existia um povoado sergipano e que, por conta das mudanças que o rio sofreu, não existe mais. Nessa ilha está um farol abandonado muito bonito, em que se pode subir, caso a maré permita. Seguem as fotos das dunas:

Às margens do rio, vale também a visita às cidades de Penedo, cheia de construções centenárias preservadas, e Pão de Açúcar, com um belo acervo arquitetônico e sítios arqueológicos.

Onde comer em Maceió: Melhores restaurantes, bares e lanchonetes

Nós já fomos à Maceió algumas vezes e pudemos testar vários restaurantes por lá. Colocamos em azul os imperdíveis.

Comidas típicas

Pode ter certeza que o que não vai faltar nos cardápios Alagoanos é Frutos do mar, afinal, um Estado com território litorâneo tão grande não é de se impressionar que exista essa enorme variedade de pratos. Mas Alagoas também tem restaurantes que servem pratos de cozinhas regionais que agradam até os mais exigentes, não deixe de experimentar uma autêntica tapioca, iguaria típica nordestina!
Experimente o cuzcuz, carneiro, carne de sol, caldo de cana, receitas à base de nata e o búfalo (Se dirigir pelo interior, verá várias criações).

Camarão
Camarão com Pescadores

Horário médio dos restaurantes

Nos lugares de turismo do Brasil há o costume de receber cliente à qualquer dia e horário, então por mais que um esteja fechado, vai ter sempre algum restaurante aberto pra te receber durante o dia. Não vai passar aperto como na Europa pra comer não.

Restaurantes

Vamos separar os restaurantes por tipo de serviço:

Self-Service:

  • Bodega do Sertão (Tradicionalmente Nordestina)
    • Restaurante de comida típica nordestina, cuidadosamente decorado e ambientado no sertão. Até os funcionários ficam caracterizados de “Lampião” e “Maria Bonita”. Serve buffet à quilo e La carte e tem caldo de cana! Tem uma lojinha com produtos tradicionais na entrada e abre de 11:30 às 22h
    • Avenida Doutor Júlio Marques Luz, 62
    • Tel: (82) 3327-4446
    • http://www.bodegadosertao.com.br
  • Casa de Mainha
    • Comida tradicional nordestina servida como buffet livre ou à quilo. O mais interessante é que eles servem café da manhã, almoço e janta, então à qualquer hora que você chegar lá, vai ter comida servida. Fica na rua em frente a feirinha de Pajuçara.
    • Café da manhã, almoço e jantar – Domingo a Domingo de 7h às 21h
    • Engenheiro Demócrito Sarmento Barroca, 80 – Pajuçara
    • www.restaurantecasademainha.com
  • Sá Menina
    • Pratos à la carte com saladas, massas, grelhados, bebidas e destaque para torta de paçoca, em clima tranquilo.
  • Sueca Comedoria – Comida a quilo (Para almoços)

La Carte

  • DSC05725.JPGImperador dos Camarões
    • Imperdível! Já fomos nesse restaurante a mais de 5 anos atrás e está cada vez melhor. Aqui vocês encontra o verdadeiro “Chiclete de Camarão” – camarões ao molho de cinco queijos, especialidade da casa. Não deixe de experimentar esse prato, à menos que não goste de queijo ou camarão. Rs
  • Wanchako

    • Ceviche, polvo e mais em espaço peruano com paredes de tons quentes, cadeiras de fibras naturais e artesanato.
      Endereço: R. São Francisco de Assis, 93, Maceió – AL, 57045-690
  •  Churrascaria Grato
  •  Akuaba (baiano)
  • Carne de Sol do Picuí (Obviamente especializado em carne de sol rs)
  • O Peixarão
    • Falaram que não cobrariam couvert no dia que fomos e cobraram mesmo assim. Cobraram uma cerveja a mais também. Mas a comida é boa e o peixe frito é divino. A culinária brasileira regional de pescados diversos, caranguejo e chope, servida em salão e terraço aberto.

Massas:

  •  Maria Antonietta (Italiano – reservas são recomendadas)
  •  Pizzaria Armazém Guimarães
  • Cantina e pizzaria Massarella

Bares e Cerejarias:

  •  Cervejaria Alagoana
    • Petiscos e pratos fartos, chope espumoso e drinques variados, em clima tranquilo para bate-papo com amigos.
  •   Boteco Praia
  •  Divina Gula (Mineiro e Nordestino, ótimas cachaças de fabricação exclusiva – Um dos bares/restaurantes mais concorridos da cidade)

Lanches:

Para os melhores do TripAdvisor, clique aqui.

Descubra opções de viagens dentro do seu orçamento

Já sabe quanto pode gastar mas ainda não decidiu pra onde ir? Já existe uma ferramenta pra te ajudar! o/
Nós já falamos várias vezes aqui da startup ‘Quanto custa viajar’, o principal serviço dela é informar o custo médio de uma viagem com hospedagem, atrações, alimentação e transporte pra três perfis de viajantes: mochileiro, econômico e conforto. Mas nós já falamos de outra ferramenta que eles tem, que mostra em tempo real as passagens mais baratas que foram compradas no ViajaNet.
Mas agora eles aproveitaram todo esses dados que eles já tinham e criaram uma outra ferramenta que vai facilitar muito a vida nos viajantes na hora de escolher um destino, a ferramenta ‘Pra onde viajar’. É simples: diz quanto você tem que ela te diz pra onde dá pra ir.
Pra utiliza-lá, você precisa ter definido o local de origem, o valor que pretende gastar (Entre R$500 e 15mil), quantos dias pretende ficar e em que mês pretende viajar. Vamos testar?
pra onde viajar 1
Ele nos retornou 39 possibilidades, já mostrando valor e link pra comprar a passagem e hotel. Ele já te mostra as atrações e seus valores, assim valores de alimentação e transporte. Demais né?
pra onde viajar 2
O sistema sempre te mostrará as opções que se encaixam em seu orçamento entre os 260 destinos mais procurados por viajantes no mundo.
Existem filtros para que você possa personalizar melhor as sugestões que serão dadas. Nesses filtros você pode dizer quantas pessoas vão viajar (Normalmente, quanto mais gente, mais barato), se quer viajar dentro do Brasil ou no exterior, se quer hotel ou albergue, escolher seus interesses como gastronomia, praia, natureza… E o sistema vai escolher o destino conforme suas preferências.
Tem como não amar o ‘Quanto Custa Viajar’? <3
Quer se divertir e descobrir seu próximo destino? Clica aqui.

Nashville: Quanto tempo ficar para conhecer

Nashville é a conhecida como a cidade mundial do country, super animada, cheia de noitadas e gente jovem. Não é comum achar viajantes que programam uma viagem exclusivamente para Nashville, o mais comum é estar inserida em uma Road Trip. Há várias opções de roteiros pelo sudeste Americano que você pode incluir essa cidade. Vamos só … Ler mais Nashville: Quanto tempo ficar para conhecer