Pratos e Comidas típicas do Porto

Vários pratos da tradicional culinária portuguesa tiveram origem na cidade do Porto, cuja identidade (a nível dos pratos principais de carne e de peixe, das sopas, das entradas e dos aperitivos, dos vinhos e das aguardentes, dos queijos e dos enchidos, bem como das sobremesas e da doçaria) se insere na identidade gastronômica mais vasta do território identitário do Entre Douro e Minho.

Tripas à moda do Porto

O prato típico por excelência da cidade são as Tripas à moda do Porto, prato histórico e que remonta à altura dos descobrimentos portugueses, e que pode ser encontrado em muitos dos restaurantes da cidade. O prato é confeccionado com vários tipos de carne, tripas, enchidos e feijão branco. A lenda dos tripeiros: O Infante D. Henrique, precisando de abastecer as naus para a tomada de Ceuta na expedição militar comandada pelo Rei D. João I em 1415, pediu aos habitantes da cidade do Porto todo o gênero de alimentos. Todas as carnes que a cidade tinha foram limpas, salgadas e acamadas nas embarcações, ficando a população sacrificada unicamente com as miudezas para confeccionar, incluindo as tripas. Foi com elas que os portugueses tiveram de inventar alternativas alimentares, surgindo assim o prato “Tripas à moda do Porto”, que acabaria por se perpetuar até aos nossos dias e tornar-se, ele próprio, um dos elementos gastronômicos mais característicos da cidade. De tal forma que, com ele, nascia também a alcunha “tripeiros”, como ficaram a ser conhecidos os portuenses desde então.

Bacalhau à Gomes de Sá

O Bacalhau à Gomes de Sá é outro prato emblemático da cidade do Porto. Alguns pratos tradicionais da culinária recebem o nome de seus criadores: esse é o caso do bacalhau à Gomes de Sá, receita tradicional em Portugal deste peixe, da autoria de José Luís Gomes de Sá Júnior, nascido no Porto em 1851. Negociante de bacalhau, sediou o seu negócio num armazém da Rua do Muro dos Bacalhoeiros, na Ribeira do Porto, tendo vendido a receita ao seu colega e amigo João, cozinheiro do Restaurante Lisbonense, localizado na Travessa dos Congregados, na cidade do Porto. A receita original propõe que o bacalhau seja cortado em pequenas lascas amaciadas em leite durante cerca de uma hora e meia a duas horas e que seja cozinhado com azeite, alho, cebola, acompanhado com azeitonas pretas, salsa e ovos cozidos, vai bem com Vinho verde tinto ou Vinho do Douro tinto.

Francesinha

A francesinha tem a forma de um sanduíche e é constituída por linguiça, salsicha fresca, fiambre, carnes frias e bife de carne de vaca, coberta com queijo posteriormente derretido. É guarnecida com um molho à base de tomate, cerveja e piri-piri. Os acompanhamentos de ovo estrelado (no topo da sanduíche) e batatas fritas são facultativos.

Caldo Verde

O caldo verde é uma sopa de couve-galega, típica da Região do Norte de Portugal continental, mas muito divulgada e com impacto em todo o país. É uma sopa medianamente espessa e de cor predominantemente verde, uma vez que a couve é cortada às tiras bastante finas. Em setembro de 2011 foi eleita uma das 7 Maravilhas da Gastronomia de Portugal.

Vinho do Porto

A bebida que tem o nome da cidade é o vinho do Porto, é produzido na região vitivinícola do Alto Douro (a mais antiga região demarcada do mundo). O vinho do Porto é exportado internacionalmente a partir das caves que se situam na margem esquerda do rio Douro, em Vila Nova de Gaia.

Vinho Verde

No Porto, também se situa a sede da Comissão de Viticultura da Região dos Vinhos Verdes, sendo o vinho verde também o tipo de vinho, para além do vinho do Douro, que costuma acompanhar vários tipos de pratos da gastronomia portuense. É, no Porto, que se realiza, anualmente, o ‘Vinho Verde Wine Fest’.

Cachorrinho

É similar ao hot-dog, mas leva pão tipo bisnaga e molho mais apimentado, podendo levar queijo e outros ingredientes. E ah! Não leva salsicha (brasileira), leva a salsicha portuguesa, que é como a linguiça brasileira, em uma versão temperada e fina.

Prego

Um tipo de sanduíche super tradicional em Portugal, é basicamente pão e carne, mas a carne é um bife inteiro, bem macio. Algumas versões levam queijo, fiambre, molhos e o que mais a casa quiser inventar.

Pica Pau

São petisquinhos de carnes variadas, cortadas em cubinhos para comer com palito. Nada de muito especial e muita das vezes de preço elevado, então é bom saber o que é para não se decepcionar.

Deixe um comentário