Chiang Mai: O que fazer – em parceria com @naTripdaJu

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email
Share on telegram
Share on twitter
Share on pinterest

Veja o índice desse artigo

A Ju foi pra Tailândia em dezembro de 2016 e produziu um material bem bacana que pode ajuda-los no planejamento da sua viagem. Dividi os posts por locais e esse aqui ficou com Chiang Mai, mas você pode ver o geral clicando aqui. Vamos direto ao que interessa, já pelas palavras da Ju:


Ficamos 3 noites em Chiang Mai no Hotel Rarin Jinda Resort Spa. O melhor é ficar dentro da Old City onde você pode fazer tupo a pé. Mas no nosso caso, pegamos os táxis comunitários que você para e fala pro motorista para onde vai. Ele te cobra o valor do percurso e você sobe lá atrás na caminhonete vermelha. Facinho!
Nossos passeios e transfers fizemos com a Funny Day Tours e nosso guia chamado Cha foi excelente e muito atencioso. Fechei tudo por email antecipado.
Ao Norte da Tailândia, Chiang Mai é uma cidade diferente de Bangkok. Apesar de ser grande, tem um clima de cidade menor. A feirinha de domingo na Old City LOTA! São os mesmos produtos de Bangkok, porém mais baratos.

Templos

São mais de 28 templos espalhados por Chiang Mai, mas visitamos apenas o Wat Doi Suthep, no alto da montanha. A história do templo é belíssima e o visual de lá é fantástico. Em suas escadas você vai encontrar as meninas com trajes típicos da Mhong Hill Tribe que ficam lá para tirar fotos em troca de 20baht.
 

Mhong Hill Tribe girl’s

Wat Doi Suthep

+ Você pode se interessar também: Cupom de desconto em Chip pra viajar


Uma curiosidade relevante é que todo templo tem muitos sinos enfileirados. Meu guia explicou que significa algo como: “Bhuda, cheguei, estou aqui para agradecer o que alcancei e lembrar dos meus pedidos…” Ouvi também que devemos tocar os sinos pois significa prosperidade. Na dúvida, dei uma tocadinha em todo sino que via pelo caminho.

Santuário de Elefantes

Sem dúvida, esse foi um dos programas mais especiais da Tailândia.
Pesquisei muitoooo antes de escolher o local, pois como sabemos existem muitos lugares que exploram e maltratam os animais. Fiz questão de estudar o local e ter a certeza que realmente eles resgatam e cuidam dos elefantes. Não queria ir a nenhum lugar que o elefante desenhasse, jogasse bola e fizesse palhaçada. Então, escolhi 2 lugares: Pathara Farm e o Rathong. Mas o Pathara é muito difícil de reservar, então passamos meio dia alimentando e dando banho nos elefantes. Foi uma emoção sem tamanho! Ou melhor, do tamanho de um elefante! Amei! Eles ficam com seu celular e tiram trocentas fotos suas. Depois se ainda assim você quiser, é possível comprar um CD com todas as suas fotos em melhor resolução.

Alimentando o bichano

                

Tribo das Mulheres Girafa (Long Neck Karen Village) e Tiger Kingdom

Esses 2 passeios são um tanto duvidosos e confesso que até hoje não sei se valem a pena ou não.
No caso da Tribo Long Neck acho que pode até ser cultural, mas de certa foram elas ficam lá como uma “exposição” e o turista vai passeando pela casinha delas tão simples tão carentes. De outro lado elas têm a chance de vender seu artesanato para os turistas e ganham algo. Não sei o que concluir, se você for, me conta o que achou.
E o Tiger Kimgdom, numa boa? Não vai, não! Você paga para tirar foto de acordo com o tamanho do tigre. Fui, tirei foto mas depois fiquei pensando que a única explicação para animais desse tamanho e selvagens se comportarem dessa forma, é com sonífero. Perguntei lá mas eles garantiram que não dopam os animais. Sei, não.

Long Neck Tribe


Qualquer dúvida, eu ou a Ju estamos dispostos a ajudar. Comenta aí ou mande um direct pelo instagram @cincocantos ou @natripdaju.
Beijos e até a próxima decolagem!

Sobre mim

Olá, meu nome é Ingrid.
Sou Engenheira, Foodie e Escritora de viagem :)

Tenho uma curiosidade infinita pelas diferentes formas de viver, culturas, tradições e sabores.

Já passei por mais de 30 países e hoje sou nômade digital, trabalho de qualquer lugar do mundo, mas escolhi o Porto como lar.

Conecta-te comigo
Planeje sua Viagem
Descubra os buscadores que usamos para pagar mais barato e viajar mais
Grátis

Autor desse artigo:

Compartilhe esse artigo com seus amigos
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email
Share on telegram
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest

Deixe um comentário

Que tal um 'até logo'?
Receba nossas dicas por email