Phi Phi: O que fazer – em parceria com @naTripdaJu

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email
Share on telegram
Share on twitter
Share on pinterest
Veja o índice desse artigo

Phi Phi: O que fazer – em parceria com @naTripdaJu

A Ju foi pra Tailândia em dezembro de 2016 e produziu um material bem bacana que pode ajuda-los no planejamento da sua viagem. Dividi os posts por locais e esse aqui ficou com Phi Phi, mas você pode ver o geral clicando aqui. Vamos direto ao que interessa, já pelas palavras da Ju:


PhiPhi é um dos lugares que indico ficar. Apesar de termos passado apenas o dia fazendo passeios no mar, Phi Phi oferece hotéis, restaurantes e boas noitadas (que não tive oportunidade de conhecer). Mas como amei muito essa viagem, já ficou anotado para voltar e ficar lá!
De Krabi até lá gastamos 1h30 de Long Tail Boat. Melhor ir de Speedy Boat para ganhar tempo e curtir mais lá. No caminho paramos dessa forma:

Primeiro dia

  1. Ao Nui: paramos para snorkel. Bem lindo!
  2. Monkey bay: Amei! Linda! Água cristalina e os macaquinhos fofos! Pena que a turistada azucrina os pobres macaquinhos! Não leve biscoito e nem nada! Eles atacam os biscoitos (infelizmente eles comem e não é bom pra eles) Só leve celular para foto.
  3. Maya Bay: Tão linda, tão famosa mas tão cheia que dá pena. Se estiver hospedado em Phi Phi vale a pena madrugar para ver a praia menos cheia. No dia que fui era uma infinidade de barcos e Speed Boats que se não fosse a fama e a beleza do lugar eu sairia bem irritada de lá… Para conseguir uma fotinho sozinha sem ninguém atrás foi quase impossível.
  4. Lotama: Para snorkel é lindo! Até Nemo vimos.
  5. Lagoon: É tipo uma grande enseada, calminha e linda. Bom para ficar no barco e dar uns pulos para se divertir!
  6. 6-Bamboo Island: É um pouco mais “comercial”. Bem cheinha, com mesinhas para pic-nic. Mas não achei aconchegante. Tem um bar para comprar alguns lanchinhos simples.
Maya Bay- 1 foto sozinha lá é quase impossível!

Monkey Beach, paradisíaca (Acho que o macaquinho estava de olho nos meus óculos)

   

Segundo dia

  1. Hong Island: Espetacular! Uma das minhas ilhas preferidas. Chegamos às 9h e estava bem vazia, quase um paraíso! Peixes na beirada, areia deliciosa e perfeito para ficar umas 2h por lá e partir. Lá paga-se taxa. Acho que 300baht cada pessoa, não lembro exatamente. Mas vale cada centavo!
  2. Lagoon: Bonita, mas estava ventando muito quando fomos e o mar estava mexido demais.
  3. Lading (La Ding) Island: Você entra num caminho a pé e chega num visual espetacular. Bem lindo, mas chegamos na hora do almoço e estava bem cheia, pois muitos barcos param lá quando tem almoço incluído no pacote. Nada que tirasse sua beleza, mas na época que fomos tudo estava cheio. E por mais que você madrugue, você consegue pegar vazia a primeira praia que você chega, mas ao longo do dia, é inevitável, as outras vão enchendo.
  4. Pakbia: São duas praias e duas enseadas. Muito bonitas. Se o mar estiver calminho, é bom para snorkel.

É um paraíso isso tudo! Juro! A Tailândia era um sonho e valeu toda a distância! Espero ter ajudado no seu planejamento ou ter te inspirado para ir lá um dia!


Qualquer dúvida, eu ou a Ju estamos dispostos a ajudar. Comenta aí ou mande um direct pelo instagram @cincocantos ou @natripdaju.
Beijos e até a próxima decolagem!

Sobre mim

Olá, meu nome é Ingrid.
Sou Engenheira, Foodie e Escritora de viagem :)

Tenho uma curiosidade infinita pelas diferentes formas de viver, culturas, tradições e sabores.

Já passei por mais de 30 países e hoje sou nômade digital, trabalho de qualquer lugar do mundo, mas escolhi o Porto como lar.

Conecta-te comigo
Planeje sua Viagem
Descubra os buscadores que usamos para pagar mais barato e viajar mais
Grátis

Autor desse artigo:

Compartilhe esse artigo com seus amigos
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email
Share on telegram
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest

2 comentários em “Phi Phi: O que fazer – em parceria com @naTripdaJu”

Deixe um comentário

Translate »