Phi Phi: O que fazer – em parceria com @naTripdaJu

A Ju foi pra Tailândia em dezembro de 2016 e produziu um material bem bacana que pode ajuda-los no planejamento da sua viagem. Dividi os posts por locais e esse aqui ficou com Phi Phi, mas você pode ver o geral clicando aqui. Vamos direto ao que interessa, já pelas palavras da Ju:


PhiPhi é um dos lugares que indico ficar. Apesar de termos passado apenas o dia fazendo passeios no mar, Phi Phi oferece hotéis, restaurantes e boas noitadas (que não tive oportunidade de conhecer). Mas como amei muito essa viagem, já ficou anotado para voltar e ficar lá!
De Krabi até lá gastamos 1h30 de Long Tail Boat. Melhor ir de Speedy Boat para ganhar tempo e curtir mais lá. No caminho paramos dessa forma:

Primeiro dia

  1. Ao Nui: paramos para snorkel. Bem lindo!
  2. Monkey bay: Amei! Linda! Água cristalina e os macaquinhos fofos! Pena que a turistada azucrina os pobres macaquinhos! Não leve biscoito e nem nada! Eles atacam os biscoitos (infelizmente eles comem e não é bom pra eles) Só leve celular para foto.
  3. Maya Bay: Tão linda, tão famosa mas tão cheia que dá pena. Se estiver hospedado em Phi Phi vale a pena madrugar para ver a praia menos cheia. No dia que fui era uma infinidade de barcos e Speed Boats que se não fosse a fama e a beleza do lugar eu sairia bem irritada de lá… Para conseguir uma fotinho sozinha sem ninguém atrás foi quase impossível.
  4. Lotama: Para snorkel é lindo! Até Nemo vimos.
  5. Lagoon: É tipo uma grande enseada, calminha e linda. Bom para ficar no barco e dar uns pulos para se divertir!
  6. 6-Bamboo Island: É um pouco mais “comercial”. Bem cheinha, com mesinhas para pic-nic. Mas não achei aconchegante. Tem um bar para comprar alguns lanchinhos simples.
Maya Bay- 1 foto sozinha lá é quase impossível!

Monkey Beach, paradisíaca (Acho que o macaquinho estava de olho nos meus óculos)

   

Já fez o seu seguro viagem? Além de obrigatório em muitos países, o seguro viagem te deixa tranquilo pra curtir relaxado. Perder vôo, perder mala, ficar doente ou qualquer outro problema, pode se transformar em um probleminha quando você esta seguro ou se transformar em um PROBLEMÃO se você tiver que resolver tudo sozinho e pagar por isso. Clica aqui pra cotar um seguro com a Real Seguros ou aqui pra ver qual é o maior cupom de desconto disponível hoje na Seguros Promo.

Segundo dia

  1. Hong Island: Espetacular! Uma das minhas ilhas preferidas. Chegamos às 9h e estava bem vazia, quase um paraíso! Peixes na beirada, areia deliciosa e perfeito para ficar umas 2h por lá e partir. Lá paga-se taxa. Acho que 300baht cada pessoa, não lembro exatamente. Mas vale cada centavo!
  2. Lagoon: Bonita, mas estava ventando muito quando fomos e o mar estava mexido demais.
  3. Lading (La Ding) Island: Você entra num caminho a pé e chega num visual espetacular. Bem lindo, mas chegamos na hora do almoço e estava bem cheia, pois muitos barcos param lá quando tem almoço incluído no pacote. Nada que tirasse sua beleza, mas na época que fomos tudo estava cheio. E por mais que você madrugue, você consegue pegar vazia a primeira praia que você chega, mas ao longo do dia, é inevitável, as outras vão enchendo.
  4. Pakbia: São duas praias e duas enseadas. Muito bonitas. Se o mar estiver calminho, é bom para snorkel.

É um paraíso isso tudo! Juro! A Tailândia era um sonho e valeu toda a distância! Espero ter ajudado no seu planejamento ou ter te inspirado para ir lá um dia!


Qualquer dúvida, eu ou a Ju estamos dispostos a ajudar. Comenta aí ou mande um direct pelo instagram @cincocantos ou @natripdaju.
Beijos e até a próxima decolagem!

2 comentários em “Phi Phi: O que fazer – em parceria com @naTripdaJu”

  1. ola galera viajo pra tailandia no final de janeiro gostaria de participar de algum grupo que vao pra la nessa epoca fone 18 981895071

    Responder

Deixe um comentário