historia Castelo Neuschwanstein

A Incrível História do Castelo Neuschwanstein

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email
Share on telegram
Share on twitter
Share on pinterest
Veja o índice desse artigo

A Incrível História do Castelo Neuschwanstein

Uma história que levou a falência um Rei Louco, inspirou empresas com a Disney, e se tornou uma das atrações turísticas mais visitadas da Alemanha.

Quase na fronteira com a Áustria, com visão para os Alpes, pertinho da cidade de Fussen (uma cidadezinha que faz parte da rota romântica) região da Baviera, fica o Castelo de Neuschwanstein na Alemanha, perto do vilarejo de Hohenschwangau.

História do Castelo Neuschwanstein

A concepção do edifício foi esboçada por Luís II da Baviera numa carta a Richard Wagner, datada de 31 de Maio de 1868:

“É minha intenção reconstruir a ruína do velho castelo em Hohenschwangau, próximo do Desfiladeiro de Pollat, no verdadeiro espírito dos velhos castelos dos cavaleiros alemães (…) a localização é a mais bela que alguém pode encontrar, sagrada e inacessível, um templo digno para o divino amigo que trouxe a salvação e a verdadeira bênção ao mundo.”

do Castelo Neuschwanstein

A primeira pedra do edifício foi colocada no dia 5 de Setembro de 1869. O Neuschwanstein foi desenhado por Christian Jank, um desenhador de cenários teatrais, em vez de um arquiteto, o que mostra muito das intenções de Luís II, e explica grande parte da natureza fantástica do edifício resultante.

O castelo foi originalmente chamado de “Novo Castelo Hohenschwangau” até à morte do Rei, quando foi renomeado como Neuschwanstein. O nome Neuschwanstein significa “novo cisne de pedra” em alemão, que remete ao “cavaleiro do Cisne” da ópera de Richard Wagner, a qual o Rei era um grande fã.

A mando dele, as construções iniciaram em 1869 e se baseou nas obras de Ricardo Wagner, unindo elementos do  castelo de Wartburg com a simbologia do castelo do Santo Gral, da ópera “Parsifal”. O Castelo de Hohenschwangau (que significa “Castelo do Grande Condado do Cisne”), foi onde Ludwing II passou grande parte de sua infância.

do Castelo Neuschwanstein

Ludwig II é quem faz com que a história do Neuschwanstein seja tão especial. Ele é conhecido na Alemanha como o rei louco, uma pessoa excêntrica, que gostava de viver isolado do resto do mundo. Rei da Baviera desde 1864, ele se tornou rei aos 18 anos e detestava sua residência oficial, a cidade de Munique , uma vez que apenas dois anos mais tarde foi subjugado pela Prússia.

Ele nunca se casou nem teve filhos, trocava o dia pela noite e tinha apenas um irmão, o qual acreditava que ele era louco e incapaz de governar a Bavária.

O objetivo de Ludwig II ao criar o castelo era se isolar do mundo e ao mesmo tempo criar algo mais imponente e impressionante que o Hohenschwangau, e por isso remete ao Cisne, fazendo referencia ao primeiro castelo, onde da janela do seu quarto conseguia observar a construção do Neuschwanstein.

“A localização é a mais bela que alguém pode encontrar, sagrada e inacessível”, escreveu Ludwig em 1868 numa carta ao compositor clássico Wagner, que era seu amigo.

Castelo Neuschwanstein

Foram 17 anos de construção e o rei colocou na obra todo o dinheiro que tinha e o que não tinha, gerando uma dívida que não agradou nada a família real. Ludwig obteve um controverso diagnóstico de insanidade após decidir que jamais se casaria e desistir de seu noivado com a duquesa Sofia Carlota (irmã da imperatriz Sissi da Áustria). Ele adquiriu fama de excêntrico e de gastar descontroladamente. Daí veio o nome ‘Rei Louco’/ ‘Mad King’.

O Castelo de Neuschwanstein estava próximo da conclusão quando, em 1886, o Rei foi declarado insano pela Comissão de Estado liderada pelo Dr. von Gudden, e aprisionado no castelo. Ele foi levado para Berg, foi encontrado, no dia 13 de Junho de 1886, afogado em águas superficiais do Lago Starnberger, em circunstâncias que jamais foram totalmente explicadas.

O castelo carrega uma história bem peculiar. O projeto majestoso previa 360 cômodos, porém sua construção foi interrompida após a morte de Ludwig II e nunca foi finalizada, com somente 14 das salas internas decoradas. O Neuschwanstein foi construído com a tecnologia mais avançada da época, onde até chão aquecido, toaletes automáticos e uma espécie de telefone existiam.

Castelo Neuschwanstein

Entre as salas do castelo que podem ser visitadas estão o salão de festa, o quarto de Ludwig II, a cozinha, o hall onde ficaria o trono, mas não tem trono (rs), porém, ainda assim tem uma decoração que deixa qualquer um embasbacado, com dois andares, arcadas e quinze metros de altura, trem uma ornamentação ofuscante em azul e ouro.

Tem também o lugar onde o rei comia, sozinho, e onde havia uma mesa que funcionaria como elevador que descia até a cozinha onde a comida era servida para depois subir até o rei, pois dessa forma ele teria o mínimo de contato possível com outras pessoas.

Confesso que depois de nossa visita, a minha única pergunta era: Como ele conseguiu construir isso no alto da montanha, aos pés de um desfiladeiro, em circunstâncias naturais e técnicas tão difíceis?!


Agora que você já sabe a história do Castelo Neuschwanstein, veja aqui como vistar, mais dicas e algumas curiosidades sobre ele.

Espero que esse conteúdo tenha te ajudado a planejar sua viagem. Se tiver dúvidas, sugestões ou contribuições para compartilhar com outros viajantes, deixa nos comentários ai no final 🙂

Sobre mim

Olá, meu nome é Ingrid.
Sou Engenheira, Foodie e Escritora de viagem :)

Tenho uma curiosidade infinita pelas diferentes formas de viver, culturas, tradições e sabores.

Já passei por mais de 30 países e hoje sou nômade digital, trabalho de qualquer lugar do mundo, mas escolhi o Porto como lar.

Conecta-te comigo
Planeje sua Viagem
Descubra os buscadores que usamos para pagar mais barato e viajar mais
Grátis

Autor desse artigo:

Compartilhe esse artigo com seus amigos
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email
Share on telegram
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest

Deixe um comentário

Translate »