Bangkok: O que fazer – em parceria com @naTripdaJu

A Ju foi pra Tailândia em dezembro de 2016 e produziu um material bem bacana que pode ajuda-los no planejamento da sua viagem. Dividi os posts por locais e esse aqui ficou com Bangkok, mas você pode ver o geral clicando aqui. Vamos direto ao que interessa, já pelas palavras da Ju:


Sabe o filme Se beber, não case? É isso! O filme mostra bem o que é Bangkok. A cidade em si é bem feinha, mas ganha por ter um templo mais especial que o outro.

Dicas Práticas

:: Táxi do aeroporto para o hotel: 800baht. (R$ 80) Sempre é bom perguntar o valor antes de entrar no táxi.
:: Quanto tempo ficar: 3 a 4 dias.
:: O que usar: Roupas leves e frescas. É C-A-L-O-R o ano todo. E uma garrafinha d´água na mão sempre, please!!

O que fazer

Templos

Os que visitamos: Wat Arun (o Templo do Amanhecer), Wat Phra Krew (onde tem o Templo do Buda de esmeralda), What Pho (o Templo do Buda Reclinado) e o Grand Palace (residência oficial do rei da Tailândia). Esses são os principais e mais famosos templos de Bangkok.
:: O que vestir: Homens devem usar bermudas longas e blusas com mangas. Mulheres devem cobrir joelhos e ombros, não usar transparências e nem decotes profundos. Em todas as entradas dos templos eles disponibilizam echarpes para as desavisadas. No Grand Palácio é mais rígido e fica um guardinha na entrada gritando “You no, You no!” – Muito engraçado! Aí você pode pegar “consignado” uma roupa tanto pra homem como para mulher. Na saída você devolve a roupa e pega o dinheiro de volta. Achei até legal. Assim ninguém fica de fora!
Fizemos esses templos em 1 único dia e por nossa conta. Muito fácil! Fomos de tuc-tuc e barco (da galera local mesmo) e o resto do caminho a pé de um templo para o outro. Super fácil! Veja com o concierge do seu hotel como chegar até o porto e siga sozinho sem medo. Sempre tem alguém que fala ingês e te ajuda! Em nenhum momento senti medo e insegurança na Tailândia! Bom demais!

Massagem

Já fez o seu seguro viagem? Além de obrigatório em muitos países, o seguro viagem te deixa tranquilo pra curtir relaxado. Perder vôo, perder mala, ficar doente ou qualquer outro problema, pode se transformar em um probleminha quando você esta seguro ou se transformar em um PROBLEMÃO se você tiver que resolver tudo sozinho e pagar por isso. Clica aqui pra cotar um seguro com a Real Seguros ou aqui pra ver qual é o maior cupom de desconto disponível hoje na Seguros Promo.

Depois de um dia exaustivo de calor e de tanto caminhar…MASSAGEM! Ai meu Deus, só de lembrar me dá saudades! Em todo lugar, todo canto do país tem massagem! Nos pés, nas mãos, no corpo… você escolhe! E é tãoooo barato que você vai querer fazer todos os dias! E vai voltar muito “mal acostumado” com essa mordomia, certamente!

Aula de Culinária

Um programa diferente e IMPERDÍVEL  é aprender a cozinhar com o tailandês!
Super hiper indico a escola Silom Cooking Thai. Só de lembrar minha boca enche d’água! Foi a melhor comida que comi na Tailândia. E olha que feita por mim, eu que não sei fazer direito nem 1 arroz, tá? kkkkk.
Primeiro você vai de encontro ao seu guia ( indico a guia Koongh, super gente boa!) e vai andando com ela e seu grupo (geralmente de 6 a 8 pessoas) até o mercado local pertinho da escola. Lá ela explica tudo sobre temperos tailandeses, compra os ingredientes do almoço (cada dia é um prato e você escolhe no site o dia que mais gosta do cardápio) e vão todos juntos para escola. Todos aprendem, cortam os ingredientes e temperam sua própria comida. É muito divertido e gostoso! A escola é toda fofa, colorida e limpa! Você vai cozinhar entrada, prato principal e sobremesa. Cada um fica com um cooking top individual. Você vai interagir com gente de todo o mundo e vai curtir muito esse programa! Acredite! Morro de saudades!

Silom Thai Cooking School Bangkok

Mercado Flutuante

A ida ao mercado flutuante de Bangkok divide opiniões. Muitos acham que é algo extremamente turístico, mas resolvi arriscar pois sempre vi tantas fotos lindas e é algo tão diferente do que temos aqui que confesso que curti bastante.
O Damnoen Saduak Floating Market fica a 1 hora do centro de Bangkok. Fomos de van por uma empresa indicada pelo hotel ( não lembro o nome…). A van te deixa na beira do canal e você entra num barquinho tipo canoa que circula pelo comércio. Se você tem interesse em alguma mercadoria você faz um sinal pro vendedor da barraquinha e ele puxa seu barquinho com uma vara e …começam as negociações! Não compre nada sem negociar! E os descontos podem ser de até 50% ou mais. Confesso que só percebi isso quando cheguei em Chiang Mai onde tudo é bem mais barato do que em Bangkok, ou seja, negociei mal! Kkkkk. Lá você pode comer pad-thai, frutas e muita comida tailandesa. Provei o sorvete de côco e amei!

Mercado Flutuante em Bangkok

Depois do mercado seguimos para Erawan Waterfalls. Taí uma decepção na minha viagem! Sabe aquele lugar que você vê só fotão de água cristalina, esmeralda e linda?? #sqn!!  Gente, andamos mais 3horas de viagem para visitar essas cachoeiras que têm uns 5 platôs que você vai subindo e encontrando as quedas d’água. Juro! A água estava tão turva que quase chorei! E o pior, quando você mergulha os peixinhos te ” atacam” e começam a te beliscar. Nunca gritei tanto de nervoso! Paguei o maior mico kkkk. Será que dei azar? Será que essas águas algum dia foram cristalinas mesmo ou a galera coloca muito filtro nas fotos??? Tempo perdido pra gente…
Carinha de decepção na Erawan Waterfalls

Khao San Road

A rua mais caótioca da cidade. Tem TUDOOO! Restaurante, bar, comida na rua, família, gente bêbada, música alta, massagem! Uma loucura. Apesar de ser turistona é imperdível, pois mostra uma mistura típica tailandesa. Foi lá que comi meu escorpião! Ahhh, não poderia ir a Tailândia e não provar um bicho esquisito. Até que gostei! É crocantezinho e tem gosto de …. sei lá…  bicho salgado. Kkkkk valeu!

Comendo meu escorpiãozinho…kkkk


Qualquer dúvida, eu ou a Ju estamos dispostos a ajudar. Comenta aí ou mande um direct pelo instagram @cincocantos ou @natripdaju.
Beijos e até a próxima decolagem!

Deixe um comentário