Siem Reap – Camboja: O Roteiro ideal de 3 dias

Raramente as pessoas escolhem visitar Siem Reap como destino único. Normalmente estão de viagem marcada para Tailândia ou países próximos e decidem dar uma esticada em algum outro país próximo. Se você é um desses, já te adianto que sua lógica está certíssima! Siem Reap não precisa de mais do que 3 dias pra conhecer bem. Nós ficamos 5 e confesso que achamos um pouco demais, mas caso você queira ficar mais do que 3 dias, no final do post tem umas indicações do que incluir pra preencher os dias.

Vou te passar um roteiro super otimizado pra aproveitar muito bem 3 dias inteiros por lá. Mas antes, aquele nosso mapa esperto.


Já vou começar considerando que você já chegou, já passou pela imigração, pagou o visto, comprou o chip na chegada (Vê aqui como compra chip de internet lá) e já está alojado.
Se você ainda não definiu onde vai se hospedar, segura essa lista de indicações das melhores regiões e hotéis – Clica aqui pra ver.

Meninas: Lembre de levar um lenço pra tapar os ombros nos templos. Mas não vá toda tapada, se não você vai derreter.

:: Dia 1: Pequeno circuito

Fechar com um tuk tuk o valor pra fazer todos esses pontos. Pagamos 15Usd pelo dia para nosso motorista. Mas negocie mesmo! O preço pode cair mais da metade.

    • Comprar os ingressos dos parques no centro turístico: 62USD por pessoa o passe de 3 dias
    • Passar pelos Portões em Ruinas
    • Ta Prohm Kel: pequeno, com uma torrinha de arenito só, e costumava formar a capela de um dos hospitais do rei Jayavarman VII.
    • Phnom Bakheng: Ou Bakheng Hill, um dos primeiros grandes templos construídos na região, com bela vista pra Angkor. Depois, entre pelo South Gate e continue até o monumental Bayon.
    • Angkor Thom: A última capital do império Khmer que abriga o Bayon, Baphuon, o Terraço dos Elefantes, o Terraço do Rei Leper e Prah Palilay.
      • Baphuon: uma representação simbólica do Monte Meru que fica 200m a noroeste do Bayon.
      • Bayon: Templo das faces. Construído sob o governo de Jayavarman VII, é um templo budista com alguns elementos hinduístas. O mais marcante são os enormes rostos da Avalokiteshvara, uma das figuras mais populares do budismo – há 51 torres no Bayon, cada uma com quatro rostos.
      • Terraço dos Elefantes: situado na Praça Real de Angkor Thom era usado para a realização de cerimônias públicas.
      • Terraço do Rei Leper: a norte do Terraço dos Elefantes está a plataforma que abriga uma estátua nua, um dos mistérios de Angkor.
      • Prah Palilay: templo dedicado ao budismo ao norte do Baphuon.
    • Mangalartha
    • Thommanon e Ta Keo:Impressionam, no local, o grau de conservação das ruínas, as belas torres pontiagudas e também os trabalhos artísticos em relevo das belas divindades femininas.
      • Almoço em Ta Keo (Onde a maioria dos guias param, bem meia boca e não foi barato – 17 USD para dois. Sugiro levar lanches e não parar para almoçar)
    • Ta Prohm: Templo do Tomb Raider. Fique com a sensação de explorar uma cidade perdida nesse templo tomado por raízes de árvores grossas, e engolido pela floresta. Erguido em 1186 em homenagem à mãe de Jayavarman VII, ele é cheio de torres, pequenos pátios e corredores apertados. Não deixe de conhecer a parte interna do templo budista dedicado à mãe do rei Jayavarman VII, onde o concreto e a natureza se “encaixam” perfeitamente.
    • Banteay Kdei: Possui duas entradas de tão grande que é. Um antigo monastério budista de Jayavarman II ricamente decorado.
    • Stah Srang: Do outro lado de Banteay Kdei. Um grande lago com uma plataforma que abriga esculturas de leões e serpentes.
    • Angkor Wat: O mais famoso dos templos, cartão postal do Camboja. Sugiro fazer por último pra não pegar tão cheio. Às 16h40 já é um bom horário. O sol não se põe ali, mas a luz fica linda de todo jeito.
  • Voltar para o hotel – tomar um banho, você estará desejando isso.

Noite

+ Você pode se interessar também: Cupom de desconto em Chip pra viajar

  • Tome chopes de 0,50usd na PUB Street e prove spring roll cru
  • Pegue um tuk tuk até a Fresh Fruit Factory e peça um Sorvete de manga com maracujá. (veja se ainda dá tempo)
  • Na noite, vá no Le Tigre de Papier, Temple Bar ou qualquer outro barzinho da PUB
  • Feche o dia comendo algum petisco e batendo perna no Night Market ou Jante no Café Indochine

:: Dia 2: Siem Reap – Grande circuito

Nesse dia pagamos 20usd de tuk tuk pra fazer tudo. No final demos mais 5usd de gorjeta.

  • Baphuon
  • Prasat Preah Palilay
  • Preah Khan: Templo dedicado a Brahma, Buda, Shiva e Vishnu . Um dos projetos mais ambiciosos do Rei Jayavarman VII e também uma das construções mais significativas do império Khmer. Funcionou como uma grande universidade budista, onde atuaram mais de mil professores.
  • Jayatataka/ Neak Pena: Ponte longa e templo com espelhos d’água
  • Pre Rup: Templo dos elefantes nas quinas
  • Banteay Kdei
  • Terrace of the Elephantes
  • Parada para Sucos e smooth no Bio LAB
  • Hotel pra tomar um banho e sair

Noite

    • Parada no King’s Road
    • Chopes no Easy Speaking
    • Janta no Try me
  • Sorvete no Blue Pumpkin
  • Massagem pra fechar o dia

:: Dia 3 – Templos afastados

Negociamos em 20usd também, pagamos 25 no final pois o menino era muito bonzinho.

    • Bloom café: Prove os maravilhosos Cupcakes.
    • Banteay Srei: Mais longe. Formado por três torres, rochas avermelhadas com desenhos 3D gravados e diversas divindades, que acredita-se terem sido talhadas por mulheres. O nome que significa ‘cidadela da mulher’.
    • Museu das Land mines
    • Phnom Bok: 17 km a leste de Angkor. Escadaria de 635 degraus. Suba com água e beba um coco na descida. Mas de boa, sei se vale a subida não, é escada pracarai! Tem uma vista estarrecedora para o Lago Tonle Sap e plantações de arroz, mas confesso que eu tava tão cansada que só quis sentar mesmo hahaha
  • Banteay Samre Temple: Foi erguido no mesmo estilo de Angkor Wat. Vá nesse se sobrar tempo e fôlego.
  • Volte e faça uma massagem de respeito no Lotus Dream SPA – 12usd corpo inteiro

Noite

    • Janta no Slak Moan: Comer uma carne de canguru
  • Old Market: Prove umas friturinhas, se não tiver de noite, volte de manhã que terá.
  • Gelato Lab: Pra tomar um sorvete na melhor sorveteria da cidade
  • Massagem

Dias extras

Se você se esgotar dos templos e quiser fazer outras coisas, sobrar tempo, tiver dias extras ou algo do tipo, seguem sugestões:

  • Wat Preah Prom RathWat preah an sang tuk: Templos dentro da cidade, rapidinhos de visitar.
  • Angkor Silk Farm: Pra ver como se fabrica seda desde o nascimento das lagartas.
  • Phare: O Circo do Camboja. Uma oportunidade de conhecer – e apoiar – um projeto social sério que transforma crianças e adolescentes carentes de Siem Reap em grandes artistas.
  • Museu Nacional de Angkor: O lugar ideal para quem deseja conhecer a história do Império Khmer em detalhes – a civilização que dominou grande parte do Sudeste Asiático
  • Kompong: Uma vila flutuante próxima a Siem Reap. Conhecer uma aldeia local e o lago Tonle Sap (a melhor época para a visita é de Julho a Setembro) conhecido como o Grande Lago do Camboja, passeio em barco para conhecer as ilhas flutuantes e a rotina de seus moradores.
  • Chong Khneas: Outra cidade que flutua.

Deixe um comentário