Manaus: Comidas típicas – O que comer e beber

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email
Share on telegram
Share on twitter
Share on pinterest
Veja o índice desse artigo

Manaus: Comidas típicas – O que comer e beber

Confesso que esse é sempre um dos posts mais importantes de toda viagem pra mim, o que comer em Manaus de típico – tudo aqui que não dá pra ir embora e perder a oportunidade de provar.

Além de toda a curiosidade com a floresta e de ver ao vivo tudo que sempre falaram na escola, o Amazonas muito me intrigava pela culinária, e eu não queria deixar de provar nada, loooogo, segue a listinha esperta pra você também não deixar passar nada.

Tá aí o mapa pra você salvar no telefone e usar offline.

Tacacá

Mesmo com todo calor que faz por lá, o Tacacá é um dos pratos mais consumidos pelos manauaras. Uma sopa feita de tucupi, camarão, folhas de jambu (Aquele que amortece a língua) e goma de farinha de mandioca.

O lugar mais famoso é a barraca da Gisela, na praça de frente para o Teatro. Bem autêntico, saboroso e preparado com toda a higiene, ideal para o estômago dos turistas. Ele é um pouco forte e diferente para os turistas, peça um para para provar e depois verifique se quer mais.

Tucupi

Se as raízes da mandioca brava forem moídas e prensadas surge um caldo que é o tucupi.

É venenoso, mas depois de fermentado, fervido e temperado é possível comer como molho para peixe frito ou assado. Comumente combinado no pato com tucupi, caldeiradas e no tacacá

Farinha de Uarini

É conhecida também como “farinha ovinha” devido à semelhança com as ovas de peixes locais, leva o nome da cidade onde é produzida, há 500 quilômetros de Manaus.

A matéria-prima é a mandioca amarela, colocada na água por até sete dias, quando se transforma em uma massa chamada puba. Ela é então espremida, moída e peneirada em formas com grandes orifícios.

Ao fim do processo, os grãos são secos e depois hidratados. É mais grossa e crocante, com “bolinhas” que lembram ovas de peixe, por isso o apelido.

Entra em receitas tradicionais como o Pirarucu de Casaca e também no acompanhamento de pratos mais sofisticados.

Tartarugada ou Carne de tartaruga

Estão surgindo criadouros de tartarugas legais, então se quiser provar busque saber a procedência e a autorização do Ibama para a comercialização, até mesmo para sua própria saúde.

Peixes do Rio Amazonas

Pelo menos 10 das 2mil espécies de peixes dos rios da Amazônia é possível provar nos restaurantes da cidade. Entre as receitas mais famosas estão a costela de tambaqui na brasa, a caldeirada de tucunaré, clássicos locais, e o pirarucu de casaca, em que o peixe é servido entre camadas de farofa – de preferência, feita com a típica farinha ovinha.

  • Pirarucu: um dos maiores peixes de água doce do mundo. Pratos mais famosos – Cozido com leite de coco ou com açaí; Bolinhos; “De casaca” em postas ou desfiado, intercalado com farinha Uarini embebida em leite de coco e banana-pacovã;
  • Tambaqui: As espinhas são enooormes e grossas. Servem empanado, na brasa, “de banda” assado no forno ou grelha, na caldeirada, costela de tambaqui.
  • Tucunaré: caldeirada, filé, frito à milanesa;
  • Matrinxã: inteiro na brasa, ou assado em forno recheado com farinha e legumes;
  • Jaraqui: frito, segundo os manauaras – “quem come jaraqui, não sai daqui”;
  • Aruanã: filé frito ou empanado;
  • Piranha: Frita

Moqueca de Pirarucu

Prove a feita com tucupi e castanha do Pará no restaurante Banzeiro.

Costela de Tambaqui

Pra comer esse você pode ir no ‘Tambaqui de Banda’, que fica no Largo de São Sebastião (praça do Teatro), preços justos e bem servidos.

A comida regional é super variada e riquíssima em frutos e peixes. Não deixe de provar a maior variedade de peixes que puder, pois eles são completamente diferentes dos peixes de água salgada.

Tucunaré assado, pirarucu de casaca e costela de tambaqui são os mais populares e com valores atrativos.

Sanduíche de Tucumã

É o tal ‘x-caboclinho’, um pão francês com lascas de tucumã, fruto de uma palmeira amazônica. Parece uma espécie de manteiga, mas com sabor totalmente diferente, as vezes vem com queijo coalho ou banana.

Na foto é a versão com tapioca ao invés do pão.

Onde comer: Waku Sese, Café Regional Joelza, Café Regional Priscila, Café Regional Tapiri e lanchonetes ao redor do Teatro Amazonas.

Tapioca

No norte, quase não existe café da manhã sem tapioca. É diferente da nordestina, vale provar. Note o tamanho das tapiocas nos cafés regionais!

Comida Indígena

Se você visitar uma tribo, eles te oferecerão para provar um pouco do que eles comem.

Para nós foi oferecida a tapioca – é bem diferente da nossa preparação – formiga e uma lesma do coco que não quero nem lembrar o nome.

Citei aqui, provei, mas não recomendo! 😂

Pimentas

Há vários tipos: murupi, pimentas-de-cheiro, embiriba, jiquitaia.

Frutas típicas – Sucos e sorvetes

O Glacial é o buffet de sorvetes amazônicos mais tradicional de Manaus, fica no Largo São Sebastião.

No mesmo Largo tem a African House, que faz sucos naturais como cupuaçu, burití, tucumã, cajá (ou taperebá).

Frutos Nativos da Amazônia: Cupuaçu, cajá, acerola, jambo, manga, buriti, abiu, araçá-boi, bacaba, bacuri-de-espinho, bacuri-do-igapó, biribá, camu-camu, cubiu, gogó-de-guariba, guaraná, ingá-açú, ingá-cipó, jatobá, jenipapo, maracujá-do-mato, mari-mari, murici-amarelo, pajurá, pepino-do-mato, piquiá, pitomba, puruí, sapota-do-solimões, sorvinha, taperebá, uxi, umari
Prove o bombom de cupuaçu 😉

Açaí

O Açaí faz parte do dia a dia deles e é consumido tanto doce quanto salgado, com farinha, camarão seco ou peixe.

Os mais doces você vão notar que acompanham farinha de tapioca e são adoçados com açúcar e não com guaraná, como estamos acostumados.

Eu tentei, juro! Eu gosto muito do açaí do RJ, aquele bem doce e nada original, cheio de calorias e poucos benefícios – Sim, é esse mesmo que eu gosto! Puro e com granola somente.

Pedi um original pra provar e no fim a atendente já estava caindo na gargalhada com a gente, porque eu pedi pra voltar e bater com leite condensado umas 4x e nem assim ficou tolerável.

Sem contar o clareamento que foi para o espaço em uma colherada. Recomendo viu! 😂 Mas sério, tem que provar, só que peça um só pequeno e não dois do maior já de cara.

Pupunha

A Pupunha é um fruto da Amazônia que varia do amarelo para o vermelho, vem de uma palmeira que também é produtora de palmito e sua madeira é utilizada para móveis e outros fins, porque tem uma superfícia lisa e resistente.

A pupunha também era um dos alimentos preferidos do povo inca, por ser muito nutritiva ela era considerada um dos mais importantes para a sobrevivência das tribos. Eles estavam certos, pois hoje em dia já sabemos que a pupunha contém alta concentração de carotenoides, substâncias ricas em vitamina A, com propriedades antioxidantes e benéficas para a visão e para a pele.

É muito servida no café da manhã, ela tem que ser cozida como um aipim – aliás, o gosto é muito parecido com a mandioca também. É comum ser usada também pra produzir sucos, mousses, sorvetes, óleos e farinhas.

No meio da pupunha tem um caroço e dentro dele tem um coquinho, que é a semente, que por muitos anos falavam para as crianças que emburrecia se comesse. Na verdade diziam isso porque esse coquinho é bem gostoso, mas pode provocar diarréia.

Guaraná

Esqueça o Antártica e o Kuat. Guaraná em Manaus é sinônimo de suco de água com xarope ou o pó feito da semente da frutinha, torrada e moída em processo similar ao do café. As marcas regionais mais conhecidas são Baré, Regente, Tuchaua e Real.

Onde beber: Casa do Guaraná Saterê, Ponto do Guaraná, Café Regional Joelza, Café Regional Priscila e nos bares e lanchonetes da cidade.

Se você quer saber onde comer em Manaus, também fizemos uma lista dos restaurantes recomendados.


Espero que esse conteúdo tenha te ajudado a planejar sua viagem. Se tiver dúvidas, sugestões ou contribuições para compartilhar com outros viajantes, deixa nos comentários ai no final 🙂

Sobre mim

Olá, meu nome é Ingrid.
Sou Engenheira, Foodie e Escritora de viagem :)

Tenho uma curiosidade infinita pelas diferentes formas de viver, culturas, tradições e sabores.

Já passei por mais de 30 países e hoje sou nômade digital, trabalho de qualquer lugar do mundo, mas escolhi o Porto como lar.

Conecta-te comigo
Planeje sua Viagem
Descubra os buscadores que usamos para pagar mais barato e viajar mais
Grátis

Autor desse artigo:

Compartilhe esse artigo com seus amigos
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email
Share on telegram
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest

1 comentário em “Manaus: Comidas típicas – O que comer e beber”

Deixe um comentário

Translate »