Itália: Gorjeta, quanto dar e se é obrigatório

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email
Share on telegram
Share on twitter
Share on pinterest
Veja o índice desse artigo

Itália: Gorjeta, quanto dar e se é obrigatório


Antes de falar dela, devo te dizer que na Itália, a Gorjeta se chama MANCIA.

É Obrigatório?

Já de cara te informamos que NÃO. Gorjeta não é obrigatória na Itália.

É costumeiro?

Italianos normalmente dão gorjeta quando o serviço do lugar supera as expectativas.
Os garçons, motoristas, guias, porteiros de hotéis, e outros prestadores de serviço esperam uma gorjeta quando executam um ótimo trabalho, você notará quando eles estiverem se esforçando.
Justamente por não ser obrigatória, não pagar pode te deixar desconfortável. Muitos prestadores de serviço se sentem desvalorizados quando não recebem uma gorjeta, pois interpretam como se o trabalho não tivesse sido bem feito.
Gorjetas para funcionários do hotel como camareiras e ajudante de malas podem ser pagas dependendo do seu orçamento e de como foi o serviço.

Quanto pagar?

Muitos prestadores de serviço não pedem, mas você pode deixar algo. Mas ai vem a questão de quanto.
Em restaurantes, deixar uma gorjeta de 1 à 3 euros pode parecer ofensivo pra muitos deles, então entre deixar menos de 5 euros, opte por não deixar nada.
Alguns restaurantes incluem 10% na conta, onde não tiver, você pode se basear em um valor de 10% à 15% da conta, dependendo da sua satisfação.
Para demais prestadores de serviço, você pode usar a regra de 1 euro para serviços pontuais. Lembre que a média salarial fica em torno dos 1000 euros, então qualquer 1 euro de gorjeta que ele ganhe em 5 minutos já corresponde a 0,1% do salário de um mês inteiro, então não estará mal pago.


Espero que tenha ajudado no seu planejamento de viagem, qualquer dúvida ou sugestão, escreve aí nos comentários.

Sobre mim

Olá, meu nome é Ingrid.
Sou Engenheira, Foodie e Escritora de viagem :)

Tenho uma curiosidade infinita pelas diferentes formas de viver, culturas, tradições e sabores.

Já passei por mais de 30 países e hoje sou nômade digital, trabalho de qualquer lugar do mundo, mas escolhi o Porto como lar.

Conecta-te comigo
Planeje sua Viagem
Descubra os buscadores que usamos para pagar mais barato e viajar mais
Grátis

Autor desse artigo:

Compartilhe esse artigo com seus amigos
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email
Share on telegram
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest

Deixe um comentário

Translate »