Egito: Gorjeta, quanto dar e se é obrigatório


Primeiro aviso que tenho que te dar sobre gorjeta no Egito é: Inevitavelmente você vai se estressar.
Gorjeta é uma prática muito comum por lá, e isso demonstra alguma retribuição por qualquer serviço ou favor prestado, mesmo que já tenha sido acertado um valor pelo serviço.
:: Anota aí: Gorjeta no Egito se chama Baksheesh.

Mas eu já te preparo pra te estressar porque eles levam essa prática ao extremo. Você passará por situações como usar um banheiro em restaurante, ponto turistico ou algo do tipo e ter uma pessoa na porta que só vai liberar papel se você der gorjeta, outras que vão te chamar nos templos pra mostrar UM hieróglifo interessante e vai te pedir gorjeta depois (mesmo você estando com guia), ou até mesmo pelo que passamos de ficar sem toalha no quarto para ter que pedir que tragam e ‘ser obrigado’ a pagar gorjeta pra quem trouxe.
Se prepare para situações chatas e até que tirem sua paciência, já indo ciente, você não vai se esquentar tanto. Mantenha a calma e entenda que isso é normal e que muitos vivem disso.
Nós fomos com a EGP e tivemos vários problemas (Como contamos nesse post aqui). Pagamos um pacote de gorjetas que deveria incluir tudo, mas na prática, ainda tivemos que dar mais um monte de gorjeta.

É obrigatório?

Não! Definitivamente não é obrigatório ou meio imposto como em restaurantes no Brasil. Você deve dar pra quem realmente você queira gratificar por algum serviço e o valor vai do esforço empregado. Se a pessoa reclamar por achar que é pouco, faça como eu: Pede de volta o dinheiro e não dá nada – Hahahaha (Já fiz isso algumas vezes, juro! Não me julgue)

Mas e quanto?

Isso vai do quanto a pessoa foi útil pra você, mas existem uns valores médios que os turistas costumam dar. Em geral, tudo gira muito em torno de 1 dólar, mas se o for preferível, converta pra libra egípcia e pague na moeda local.

  • Garçons: Não tem uma porcentagem como no Brasil ou EUA, então o mais comum é deixar algo em torno de 1 dólar.
  • Maleiros: Fique entre 0,5 usd ou 1 usd.
  • Guia e motorista: O mais praticado é 50 usd para o guia e 10 usd para o motorista, isso por pessoa e para toda a viagem.
  • Outras: Muitas pessoas te pedirão gorjetas, do homem que vai te ensinar a fazer um turbante aos fabricantes de tapete nas fábricas. Para esses dê no máximo 1 dólar e pague no final, se pagar no começo, eles não vão cumprir o trabalho e ainda vão pedir mais. O mesmo se aplica aos cuidadores de camelo, não pague antes, e combine bem o que está incluso, pois há historias de que paga-se 1 dólar pra subir no camelo e depois eles cobram mais um pra fazer o camelo abaixar pra você sair. No meu caso, paguei 1 dólar pra tirar foto no camelo, ai sentei e pedi pra ele levantar o camelo, ai ele pediu mais um dólar. ¬¬ Foi uma ótima experiência de primeiro dia pra já ficar esperta nos dias restantes.

Muitas crianças e senhoras te abordarão vendendo algo ou pedindo dinheiro. Vai ser dificil ajudar todo mundo, então leve balas, presentinhos, ou qualquer coisa de baixo valor que seja diferente e caiba na bolsa. Lá me pediram o meu brinco, batom, creme, qualquer coisa que eu estivesse usando, eles pediam. Leva bala ou doces para as crianças.

Deixe um comentário