Maceió: O que saber antes de ir

Visão geral sobre o lugar, história e o que esperar Maceió é destino daqueles que apreciam uma boa comida, uma boa praia, sol e belezas naturais. Com um mar tão lindo que chega a hipnotizar com as piscinas naturais formadas pelos recifes de corais em toda sua orla é impossível não se apaixonar pelo lugar e … Ler mais Maceió: O que saber antes de ir

Maceió: Gasto médio por dia

Considerando o café da manhã no hotel, gastasse uma média de R$80/pessoa com almoço e janta comendo nos melhores locais, com frutos do mar, lagostas e afins. Se for comer em locais menores, menos famosos, ou em locais mais afastados, você ainda consegue reduzir esse valor. Um Buffet livre em junho/16 estava em média R$25 … Ler mais Maceió: Gasto médio por dia

Maceió – Sugestões de Roteiro

Maceió se destaca também por ser uma das capitais nordestinas mais baratas, tanto comida quanto passeios são bastante acessíveis.
Como são muitas as opções de passeios, resolvemos listar aqui cinco sugestões, que correspondem a cinco dias, período médio de estadia dos viajantes.
De qualquer forma, mencionaremos vários e você fica livre pra montar seus dias conforme o que gostariam mais de fazer e conhecer.

Roteiro para 4 Dias:

Dia 1 Dia 2 Dia 3 Dia 4
  • Guaxumã
  • Garça Torta
  • Sereia
  • Ipioca
  • Paripueira
  • Pousada Tabuba
  • Carro Quebrado

Opção Roteiro Completo:

  • Prainha
  • Praia do Francês
  • Barra de São Miguel
  • Praia do Gunga
  • Marechal Deodoro
  • Dunas de Marapé
  • Pontal de Coruripe
  • Piaçabuçu – Foz do Rio São Francisco

Opção Roteiro Reduzido:

  • Praia do Francês
  • Barra de São Miguel
  • Praia do Gunga
  • Dunas de Marapé
  • Piaçabuçu – Foz do Rio São Francisco
  • Maragogi
  • São Miguel dos milagres
  • Praia do Toque
  • Praia do Marceneiro
  • Praia do patacho
  • Pavilhão de Artesanato
  • Feirinha de Pajuçara
  • Ponta Verde
  • Praias urbanas de Maceió
  • História e Cultura

Pra quem tem 3 dias:

Dia 1 Dia 2 Dia 3
  • Guaxumã
  • Garça Torta
  • Sereia
  • Ipioca
  • Paripueira
  • Tabuba
  • Carro Quebrado
  • Pavilhão de Artesanato
  • Feirinha de Pajuçara
  • Prainha
  • Praia do Francês
  • Barra de São Miguel
  • Praia do Gunga
  • Marechal Deodoro
  • Dunas de Marapé
  • Pontal de Coruripe
  • Piaçabuçu – Foz do Rio São Francisco
  • Maragogi
  • Praia do Patacho
  • Praia da Laje
  • Rio Tatuamunha
  • Porto da Rua
  • Praia do Toque
  • São Miguel dos milagres
  • Praia do Riacho
  • Praia do Marceneiro

Pra quem só tem 2 dias:

Dia 1 Dia 2
  • Guaxumã
  • Garça Torta
  • Sereia
  • Ipioca
  • Paripueira
  • Carro Quebrado
  • Pavilhão de Artesanato
  • Feirinha de Pajuçara
  • Praia do Francês
  • Praia do Gunga
  • Praia do Marceneiro
  • Praia do Riacho
  • São Miguel dos milagres
  • Porto da Rua
  • Rio Tatuamunha
  • Praias urbanas de Maceió


Nossa dica: Baixe o App do MyMaps Google e salve esse mapa em seus mapas, assim será possível ver offline. ?


Formas de conhecer

Se você alugou um carro, ótimo! Vai fazer tudo com flexibilidade e no seu tempo.
Se você não alugou um carro, ande na orla de Pajuçara e orce passeios com as diversas agencias que ficam oferecendo pacotes à beira da rua e nos estacionamentos públicos.
Para vocês terem noção de preços dos transportes, segue tabela de Junho/16 em duas empresas que consultamos:

  Ruy Passeios

Olavo Viagens

e Turismo

Francês  R$         20,00
Gunga, Barra de São Miguel e Francês  R$         20,00  R$ 20,00
Dunas de Marapé  R$         30,00*Entrada e Buffet à parte  R$ 80,00*Transporte, Barco e Almoço
Pontal de Coruripe  R$         50,00
Foz do São Francisco  R$         30,00*Almoço e Barco à parte  R$ 85,00*Transporte, Barco e almoço
Passeios de Escuna 9 Ilhas  R$         65,00*Incluso almoço, barco e frutas
Cannyon do São Francisco *Só transporte  R$         80,00  R$ 90,00
Angra de Ipioca  R$         20,00  R$ 20,00 – Com parada em Sereia
Paripueira  R$         20,00  R$ 20,00 – Com parada em Sereia
Tatuba  R$         25,00  R$ 25,00 – Com parada em Sereia
Capitão Nicolas  R$         30,00  R$ 30,00
São Miguel dos Milagres  R$         50,00  R$ 50,00
Maragogi *Só transporte  R$         30,00  R$ 50,00
Praia de Carneiros-PE  R$         50,00  R$ 60,00
Porto de Galinhas-PE  R$         50,00  R$ 60,00
Porto de Galinhas, Recife e Olinda-PE  R$ 100,00
Aeroporto  À Combinar  R$ 60,00 – Até 4 Pessoas
 R$ 150,00 – Até 14 Pessoas

Ambos pareciam sérios, não fizemos nenhum passeio pois estávamos de carro, mas caso queira o contato:

  • Ruy Passeios
    • Reservas: Joyce – 82 999138413 / Ruy – 82 999816407
    • [email protected]
    • Rua dos Jangadeiros Alagoano, 1012/106 – Pajuçara
  • Olavo Viagens e Turismo
    • Marcos: 82 988818266 / Luiz Olavo: 82 987121165 / 996452890 / 993375974
    • [email protected]

Leia os outros posts de Maceió clicando aqui.
Esquecemos alguma coisa? Tem alguma dica, sugestão, dúvida? Escreve aqui que a gente responde!?

Maceió – Quando ir

Temperatura durante o ano e melhores datas

A visita às piscinas naturais de Alagoas varia conforme as marés é bom conferir antes de programar sua viagem, pois são variáveis. No verão faz 30°C na alta temporada, quando as cidades ficam mais cheias e caras.
Você deve evitar os meses de maio, junho e julho caso queira fugir de chuvas, mas nós já fomos em alta temporada e em baixa e temos que confessar que em baixa é muito melhor, a cidade fica mais vazia, os preços mais atrativos e as praias, sol e calor são similares se derem a sorte de pegar dias sem chuva.

Duração do dia durante o ano

O dia amanhece bem cedo, pode ter certeza que se vocês acordarem até as 6h, o sol já estará lá, mas às 17:30 no máximo ele já estará se despedindo.

Maragogi

Com as piscinas naturais mais famosas do Alagoas, o mar de Maragogi parece uma pintura. O principal atrativo são as piscinas naturais que dependem das marés baixas para serem aproveitadas. Os catamarãs levam entre 20 e 30 minutos para chegar às piscinas naturais, e os passeios costumam permanecer lá uma hora e meia, então chegue com antecedência pra não perder o barco.
Não saia de casa se consultar a tábua de marés e saber se haverá piscinas naturais no dia e em que horário. Caso prefira, feche um passeio diretamente com as empresas de turismo que ficam oferecendo seu serviço na orla de Pajuçara, em Maceió. Os horários variam diariamente, porque a maré baixa ocorre com uma diferença de meia hora a 45 minutos a cada novo dia.
SUPER IMPORTANTE: Antes de ir à Maragogi, consulte a tábua de maré, clique aqui para o site. Para visitar as piscinas naturais, o ideal é pegar uma maré menor que 0.6.

Conhecida por ser a segunda maior barreira de corais do mundo, as piscinas ficam a 6km da praia. Com tamanha extensão, os corais abrigam uma rica fauna marinha que poderá ser vista nos mergulhos.
Vale lembrar que a maioria das piscinas naturais de Alagoas, não apenas Maragogi, possui um número limitado de visitantes por dia, fazendo com que as agências revezem as piscinas principais.
Aqui os passeios são feitos para uma quantidade maior de pessoas e acabam oferecendo um serviço menos pessoal, mas as piscinas compensam. Caso queira mais exclusividade e uma piscina não tão lotada, opte por visitar as outras piscinas, que não sejam as principais de maragogi, assim você terá um mergulho mais tranquilo e menos companhia.
O restaurante do Alto Cruzeiro fica na parte mais alta da cidade e possui uma vista panorâmica do mar, caso esteja com tempo, vá lá, nem que seja pra beber algo e apreciar a vista.

Foz do São Francisco e Piaçabuçu

O Velho Chico com seus 240 quilômetros de extensão dentro do território de Alagoas, encanta a todos que o conhecem. O passeio de barco ao Cânion do Xingó é o mais impressionante na região da divisa com Sergipe e parte do município de Piranhas
25 km adiante, o Pontal  do Peba é a última praia antes das dunas e da Foz do São Francisco. Tem uma faixa larga de areia dura, e por isso é point de praticantes de windcar.
Já à beira do São Francisco, o vilarejo de Piaçabuçu, a 110 km de Maceió, é o ponto de partida para os passeios de barco à Foz do São Francisco. O Rio São Francisco é o maior rio genuinamente brasileiro e um dos mais importantes da América do Sul. Conhecido como Velho Chico, o rio tem nascente em Minas Gerais e passa por estados como Bahia, Pernambuco, Sergipe e Alagoas. Entre Alagoas e Sergipe fica a foz do Rio São Francisco e o passeio vale a pena para quem está hospedado em ambos os estados.
A paisagem ao longo do rio é belíssima e rende um ótimo passeio ao ar livre. Durante o trajeto, é possível observar a bela mata ciliar e moradores da região que tiram seu sustento da pesca. O encontro das águas não é tão aparente quanto o encontro do Rio Negro e do Solimões, pois o rio e o mar já não têm cores tão distintas, mas o lugar tem uma beleza singular.
 

DSC05912.JPG
Terminal Turístico

Várias empresas de Maceió oferecem o passeio, mas você pode fazê-lo sem agências, indo até Piaçabuçu por conta própria. Se você for até o terminal turístico (foto), às margens do rio, e andar para o lado esquerdo de quem olha para o rio, você vai encontrar sempre moradores que são pescadores ou possuem canoas. Pergunte se sabem de alguém que leve vocês até à foz, assim você pagará muito mais barato, vai pegar uma canoa exclusiva pra duas pessoas e ainda ajudará diretamente uma família local (Quem levou a gente foi o Luciano, pergunte por ele, ele fazia por R$100 o casal fechando direto com ele). O único ruim dessa forma é que eles não dão explicações durante o passeio, mas se vocês pesquisarem antes, pode valer a pena.Caso não encontre ninguém por alí, vá até a associação de barqueiros, no porto e peça pra fretar um barquinho.
Curiosidade: Em frente a esse terminal turístico, há uma escadaria onde foram gravadas algumas cenas do filme ‘Deus é Brasileiro’. Tentem lembrar da cena em que umas mulheres estavam a lavar roupas nessa escadaria, como mostra na imagem a seguir.

Escadarias
Escadarias do filme ‘Deus é Brasileiro’

Essa foto foi tirada da primeira vez que fomos lá, e o edifício nem era ainda um terminal turístico.
Da primeira vez que fomos, fizemos o passeio com barco de turismo, fechado com uma cia turística, era um barco grande, com vários turistas e o pacote vinha um almoço que servia para praticamente te obrigar a comer onde eles indicavam.
256813_158824327516908_1197584_o
Porém, da vez mais recente, nós fretamos uma canoa com um pescador local, e foi muito diferente. Conseguimos conversar com ele e entender um pouco da dinâmica local.

Enquanto esperávamos, sentamos perto de moradores e eles nos deram inclusive um pote de camarão que eles estavam comendo e nos deram cerveja pra acompanhar, rs, super hospitaleiros. Conseguimos levar bebidas na canoa também, eles nos emprestaram a térmica e foram comprar bebida pra gente no mercadinho próximo.

Pergunte pra eles sobre a possibilidade de parar no banco de areia no Rio. Há um banco de areia que às vezes fica visível e é possível ir lá se você estiver de canoa com hélice móvel (Que era o nosso caso). Essas são as fotos do meio o rio, em cima do banco de areia, de um lado Alagoas, do outro, Sergipe.

Recomendamos uma parada para mergulho no rio e outra nas belas dunas de Piaçabuçu. Se o porte da embarcação permitir, é interessante, também, parar em uma pequena ilha onde antigamente existia um povoado sergipano e que, por conta das mudanças que o rio sofreu, não existe mais. Nessa ilha está um farol abandonado muito bonito, em que se pode subir, caso a maré permita. Seguem as fotos das dunas:

Às margens do rio, vale também a visita às cidades de Penedo, cheia de construções centenárias preservadas, e Pão de Açúcar, com um belo acervo arquitetônico e sítios arqueológicos.

Onde comer em Maceió: Melhores restaurantes, bares e lanchonetes

Nós já fomos à Maceió algumas vezes e pudemos testar vários restaurantes por lá. Colocamos em azul os imperdíveis.

Comidas típicas

Pode ter certeza que o que não vai faltar nos cardápios Alagoanos é Frutos do mar, afinal, um Estado com território litorâneo tão grande não é de se impressionar que exista essa enorme variedade de pratos. Mas Alagoas também tem restaurantes que servem pratos de cozinhas regionais que agradam até os mais exigentes, não deixe de experimentar uma autêntica tapioca, iguaria típica nordestina!
Experimente o cuzcuz, carneiro, carne de sol, caldo de cana, receitas à base de nata e o búfalo (Se dirigir pelo interior, verá várias criações).

Camarão
Camarão com Pescadores

Horário médio dos restaurantes

Nos lugares de turismo do Brasil há o costume de receber cliente à qualquer dia e horário, então por mais que um esteja fechado, vai ter sempre algum restaurante aberto pra te receber durante o dia. Não vai passar aperto como na Europa pra comer não.

Restaurantes

Vamos separar os restaurantes por tipo de serviço:

Self-Service:

  • Bodega do Sertão (Tradicionalmente Nordestina)
    • Restaurante de comida típica nordestina, cuidadosamente decorado e ambientado no sertão. Até os funcionários ficam caracterizados de “Lampião” e “Maria Bonita”. Serve buffet à quilo e La carte e tem caldo de cana! Tem uma lojinha com produtos tradicionais na entrada e abre de 11:30 às 22h
    • Avenida Doutor Júlio Marques Luz, 62
    • Tel: (82) 3327-4446
    • http://www.bodegadosertao.com.br
  • Casa de Mainha
    • Comida tradicional nordestina servida como buffet livre ou à quilo. O mais interessante é que eles servem café da manhã, almoço e janta, então à qualquer hora que você chegar lá, vai ter comida servida. Fica na rua em frente a feirinha de Pajuçara.
    • Café da manhã, almoço e jantar – Domingo a Domingo de 7h às 21h
    • Engenheiro Demócrito Sarmento Barroca, 80 – Pajuçara
    • www.restaurantecasademainha.com
  • Sá Menina
    • Pratos à la carte com saladas, massas, grelhados, bebidas e destaque para torta de paçoca, em clima tranquilo.
  • Sueca Comedoria – Comida a quilo (Para almoços)

La Carte

  • DSC05725.JPGImperador dos Camarões
    • Imperdível! Já fomos nesse restaurante a mais de 5 anos atrás e está cada vez melhor. Aqui vocês encontra o verdadeiro “Chiclete de Camarão” – camarões ao molho de cinco queijos, especialidade da casa. Não deixe de experimentar esse prato, à menos que não goste de queijo ou camarão. Rs
  • Wanchako

    • Ceviche, polvo e mais em espaço peruano com paredes de tons quentes, cadeiras de fibras naturais e artesanato.
      Endereço: R. São Francisco de Assis, 93, Maceió – AL, 57045-690
  •  Churrascaria Grato
  •  Akuaba (baiano)
  • Carne de Sol do Picuí (Obviamente especializado em carne de sol rs)
  • O Peixarão
    • Falaram que não cobrariam couvert no dia que fomos e cobraram mesmo assim. Cobraram uma cerveja a mais também. Mas a comida é boa e o peixe frito é divino. A culinária brasileira regional de pescados diversos, caranguejo e chope, servida em salão e terraço aberto.

Massas:

  •  Maria Antonietta (Italiano – reservas são recomendadas)
  •  Pizzaria Armazém Guimarães
  • Cantina e pizzaria Massarella

Bares e Cerejarias:

  •  Cervejaria Alagoana
    • Petiscos e pratos fartos, chope espumoso e drinques variados, em clima tranquilo para bate-papo com amigos.
  •   Boteco Praia
  •  Divina Gula (Mineiro e Nordestino, ótimas cachaças de fabricação exclusiva – Um dos bares/restaurantes mais concorridos da cidade)

Lanches:

Para os melhores do TripAdvisor, clique aqui.

Maceió – O que fazer

Organizei esse post em sub tópicos, e é só buscar por maceió no blog pra você conseguir ver tudo. Mas foi impossível fazer um post menor sobre o que fazer em Maceió, afinal, opções não faltam. Fiz um outro post com sugestões de roteiro separadinhas, e aqui coloquei tudo que tem pra ser feito com … Ler mais Maceió – O que fazer