Como fotografar viagens
Como Viajar Melhor Artigos Tips

Como fotografar viagens

É bem frustrante voltar de uma viagem linda sem fotos que possam explicar essa experiência, sem algo que consiga demonstrar o que foi visto para aqueles que queremos dividir esses momentos. Desde que passamos por algumas experiências dessas, resolvemos investir em nossas fotos e aqui nós vamos dividir com você como superar isso.

Qual câmera usar

Depois de alguns meses de pesquisa, nós compramos a D3300 da Nikon. Fotógrafos profissionais preferem as câmeras da Canon, mas eu confesso que já testei a Canon e acho que se você não é profissional não vale o investimento, visto que algumas com as mesmas funções custam mais que o dobro na Canon.

Nós conseguimos resultados satisfatórios usando duas câmeras: A D3300 e a GoPro Hero4.

A D3300 nós usamos para as fotos de paisagens e pessoas. Compramos uma que já vem com a lente 18-55mm que nos atende em praticamente tudo que precisamos pra viagens.

A GoPro usamos mais para tirar foto de nós dois quando estamos sozinhos e de lugares abertos, que precisem de uma lente que tenha ângulo melhor para captar o maior horizonte possível. Ela filma e fotografa, inclusive faz os dois ao mesmo tempo.

 

D3300
GoPro Hero 4

 

 

 

 

 

 

 

 

 

E você pode estar pensando: -Ahhhh mas eu não vou saber usar uma câmera dessa!

Engana-se! Nós nunca fizemos curso de fotografia, nem estudamos nada relacionado à isso. Mas é mais fácil do que parece, leia o manual e aos poucos você vai cutucando a câmera e explorando as várias funções dela. E fica tranquilo, a maioria das nossas fotos nós tiramos no automático, a câmera por si só faz o trabalho dela e as fotos saem muito melhores que as das câmeras portáteis.

 

001-107
Foto tirada com a D3300 Ajustando apenas a abertura de lente (Isso também é fácil de mexer)
12348051_1022237734508892_7507924142409428101_n
Foto tirada com a GoPro e um Pau de Selfie (lembre de sempre cortar a foto ou colocar um ângulo que o pau de selfie não apareça)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Mas se você já tem uma câmera, ou quer comprar uma mais barata, relaxa! Foto é mais olho e criatividade do que equipamento.

Se você se importa com qualidade técnica, pensa na lente! Usando a mesma lente, uma câmera 10 vezes mais cara vai fazer praticamente a mesma foto que uma mais barata. Com um pouco mais de resolução e com menos ruído, sim – mas isso só dá pra notar a partir de uma impressão de 40x60cm – não no seu Facebook.

Lide com as limitações (alguns equipamentos têm mais limitações que outros) e aprenda com isso. Saiba o que você pode e o que você não pode fazer com a sua câmera. Leia o manual. Pratique em casa com a família e amigos.

 

Dicas para fotografar melhor

Além de técnicas em relação aos equipamentos, outro fator importante independente do recurso usado para fotografar (seja uma câmera DSLR, uma compacta ou um celular) é a composição.

Sim, claro que existem macetes para a foto sair mais harmônica e com cara de profissional. Nós vamos indicar todos os lugares que lemos sobre, assim você vai tirar fotos melhores também.

Tem um site que eu adorooooo e vale a pena ler: Dicas de fotografia

Tem outro site que usamos pra aprender conceitos gerais sobre fotografia: o Photopro – Vale a leitura desse link com 35 dicas pra iniciantes!

 

Observe e tire a foto mentalmente

Como disse em cima, a foto é muito mais criatividade do que equipamento.

Observe e ache o ângulo certo para sua foto, as vezes uma passo para o lado muda completamente a sua foto. Levante, abaixe, explore os ângulos.

Há muitos que defendem que a foto deve ser tirada após vários questionamentos, como o por que estou tirando esta foto? O que quero que ela mostre? Qual é seu objeto principal ou assunto de interesse? Ou o que quero que ela transmita a pessoa que ira observá-la…blá blá blá

OK! Eu entendo que tudo isso é super relevante, mas estamos em viagem, nem sempre há tanto tempo de contemplação, então na dúvida, fotografe! Já me arrependi de não ter tirado fotos porque achei que depois encontraria um ângulo melhor. A foto é de graça, melhor tirar agora e depois tentar melhor do que ficar sem nenhuma.

Olhe bem para a foto, veja se não está cortando algo, a ponta do prédio, a cabeça de alguém, alguma lateral, etc. Veja se todo o monumento ou objeto que deseja mostrar está enquadrado. As vezes um passo pra trás ou uma abaixadinha já melhoram o seu ângulo.

Veja se a foto não está torta, ela será mais harmônica se estiver alinhada com alguma reta da foto, seja uma parede, um chão…tente colocar a foto em paralelo.

 

Regra dos Terços

Uma das principais dicas de composição fotográfica é a regra dos terços, que nada mais é que dividir uma imagem em duas linhas horizontais e duas linhas verticais.

Os 4 pontos de interseção dessas 4 linhas são os pontos onde os nossos olhos têm maior atenção e lá é onde você deve posicionar o assunto principal da foto.

Para usar essa regra em retratos, coloque um ponto importante da pessoa em um dos pontos de inserção, pode ser o olho, a boca…

35 dicas de fotografia para iniciantes
Fonte: Photopro

Seguindo a lógica dos terços, quando fotografar horizontes mantenha 1/3 da imagem com um assunto, e 2/3 com outro.

Se o céu estiver bem bonito, priorize o céu.  Se estiver um dia nublado e você não quiser que apareça na sua foto, aumente a proporção do horizonte, deixando o céu no 1/3 superior, chamando menos a atenção na foto.

Se quer mostrar a imensidão ou grandiosidade de um lugar, use pessoas como escala na sua foto.

Regra terços horizontal – Fonte: Photopro

Para mais dicas da Photopro sobre fotografia de paisagem, clique aqui.

 

Regra da foto da esquerda para direita

Tendemos a ler e analisar imagem da esquerda para direita, por isso deixe o assunto principal na parte esquerda do quadro.
É importante que os elementos da cena ocupem o espaço sem que ninguém prevaleça mais que o assunto principal da foto.

10153819_1062888757110456_8439688621818106337_n
Wuzburg – Fotos com assunto principal à esquerda
14352457_1207883439277653_5632214594713939932_o
New Orleans – Fotos com assunto principal à esquerda

 

 

Bordas

Explore as bordas em apenas um lado, na parte superior ou inferior da foto, ou mesmo contornando ela toda. Para fazer isso, você pode usar portas, galhos, janelas. Fica bem interessante.

Nessa foto eu aproximei a lente de uma grade torneada e tirei a foto desfocando ela e focando na saída com luz lá no fundo, assim, a grade ficou de borda, mas sem se tornar o assunto principal.

 

14322430_1209180815814582_7240647222989708565_n
Plantation – New Orleans

Profundidade de campo

Essa é uma das funções mais procuradas por quem busca fotos mais profissionais. Mostrar algo nítido e o fundo desfocado dá um toque profissional na foto.
A profundidade de campo é definida pelo tamanho da abertura, e pela distância focal (zoom): quanto maior a abertura e maior a distância focal, mais desfocado é o fundo.

Lembre-se que, ao fazer essas alterações de abertura numa cena com mesma iluminação, é preciso compensar pelo obturador (velocidade) ou pelo ISO. Mas se você estiver usando uma câmera que te permita mudar apenas isso, ela vai compensar as demais variáveis automaticamente. A D3300 faz isso.

001-107
Cerveja e cardápio em foco e fundo embaçado.

As vezes queremos tirar foto de uma loja ou algum lugar típico, mas a foto nunca sai muito bonita ou com cara profissional por conter muita informação . Você pode usar a profundidade de campo para isso também. Foque em um item, coloque ele no canto e mova a tela para o restante do espaço. Assim você tem uma foto focando em um objeto importante do espaço e mostra o restante dele também:

whatsapp-image-2016-12-06-at-12-50-25
Loja de tempero com Hibisco em Foco e restante desfocado

Faça fotos ‘infinitas’

Um truque que sempre funciona e dá aparência de foto profissional é tirar fotos que parecem infinitas. Ache aquele lugar com um monte de lanternas, ou um monte de temperos…principalmente quando estão em alguma sequência. Foque nas mais próximas e desfoque as do fundo, ou vice e versa. Não mostre o final, termine a foto antes, assim a aparência será de que os itens são infinitos.

Seguem alguns exemplos:

14359051_1212292865503377_1110563302330491221_n whatsapp-image-2016-12-06-at-12-50-50

Ou você pode tirar uma foto de frente e não mostrar o começo nem o fim, cortando os itens das laterais pela metade, vai parecer que há muito mais. Mas cuidado aqui! Garanta que está tirando exatamente no centro horizontal e vertical, assim a foto vai ficar sem ângulos, mais simétrica e bonita:

whatsapp-image-2016-12-06-at-12-50-51 whatsapp-image-2016-12-06-at-12-50-53

Explore a sua câmera

Aprenda os efeitos que ela aplica e sempre que for tirar uma foto pense nas possibilidades de inovar. Caso o efeito seja aplicado na hora, opte por tirar uma foto sem efeito, ou salve suas fotos em Raw também, vai que a foto não ficou bem aquilo que você imaginou e aí você só ficou com aquela com efeito estranho.

Algumas câmeras, como a D3300 possuem opcionais de efeito após a foto ter sido tirada, dá pra editar na própria câmera, aí ela salva como um novo arquivo e você não perde o original.

Olha um exemplo onde o céu foi acinzentado a partir de um efeito da câmera. Aqui a gente só colocou pra permanecer o que tivesse a cor amarela, todo o resto ficaria em tom acinzentado.

14289969_1207477835984880_3309280038197482869_o
Foto na periferia de Nova Orleans com céu acinzentado por efeito

Como fotografar monumentos famosos

Uma prática super válida é olhar fotos já tiradas. Antes de qualquer viagem nós pesquisamos na internet fotos daquele lugar, pra já se inspirar nas fotografias possíveis. Aos poucos, você vai conseguir sair do óbvio e criar seus próprios ângulos, mas à princípio colar da internet não faz mal.

Uma dica extra aqui é seguir páginas de fotografia e constantemente buscar inspirações, assim você consegue ver o que costuma funcionar, aos poucos isso já vai ser automático, você vai olhar um lugar e imaginar a foto.

Lembre sempre de se afastar do monumento, assim você consegue uma foto com ele completo. Caso queira aparecer na foto, lembre que não é pra grudar no monumento ou sair lá na frente. A regra aqui é: o monumento fica longe e a pessoa fica próxima, assim a pessoa não vai sair pequenininha parecendo um ponto.

Seguem exemplos de nós próximos da câmera e o monumento distante.

46804176_vyxn4ricyfrctc1gehpxrxbxbo3mlonj2gub2dy5z2s 15039522_1265231063542890_7510107523812089917_o

♥ Dica extra para monumentos!

Quando estiverem em algum lugar com algo escrito e os turistas insistirem em tirar fotos grudados nas letras, não precisa chegar às 4h da manhã pra conseguir uma foto sem ninguém.

Tire pelos fundos e inverta a foto. Assim ó!

12705588_1059412260791439_994243396882713804_n

Como fotografar pessoas

Há dois tipos de retratos que podem ser tirados, a pose ou o espontâneo.

Uma dica legal é não fazer apenas as fotos posadas, mas captar momentos em que a pessoa não percebe que está sendo fotografada. Fotos do cotidiano do lugar que você estiver visitando sempre são interessantes.

Em uma viagem, se queremos registrar um morador típico, temos que entender os costumes e crenças do lugar antes. Evitar fotografar alguns momentos religiosos e íntimos, isso pode ser inconveniente.

Em alguns lugares é comum que nativos peçam gorjetas. Procure pessoas vestidas tipicamente, ou realizando tarefas da rotina.

15056419_10154170378632615_8895475038591060252_n

15192794_10154170378237615_6265256938727392719_n

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Como tirar fotos suas

Escrevemos lá em cima que pra isso nós usamos a GoPro, mas pra quem não tem nenhum pau de selfie ou até mesmo deseje uma foto de corpo todo decente, a dica é pedir pra alguém tirar.

Nossas dicas e cuidados pra isso são:

Cuidado com golpes. Em alguns lugares não é bom confiar sua câmera na mãe de estranhos, já ouvi vários relatos de turistas que ficaram sem a foto e sem a câmera com todas as outras por terem sido roubados assim. Observe bem o ambiente, e peça para outro turista, em alguns lugares se você pedir pra um nativo, ele vai te pedir gorjeta.

Não que isso diga muita coisa, mas você pode observar quem tem uma câmera melhor, isso aumenta as chances de sua foto ser bem tirada.
Se estiver viajando com mais alguém, ofereça pra tirar uma foto da pessoa, faça a foto que você quer pra você, depois mostre pra pessoa como ficou e peça uma exatamente igual.

♥ Aqui vai um truque extra pra fotos de corpo!

Uma dica simples e rápida, mas que pode fazer muita diferença ao fotografar uma pessoa, é o posicionamento desta. Pessoas que não têm o costume de serem fotografadas normalmente permanecem de maneira muito “reta” nas fotos (exemplo abaixo). Dependendo do ângulo fotografado, a postura pode não ficar muito agradável. Por isso, fique atento a este detalhe. Caso necessário, peça para o modelo posicionar uma das pernas levemente para frente (para dar apoio) e jogar o corpo para frente. Pode não parecer natural, mas a foto ficará com um aspecto bem mais interessante.

Fonte: PhotoPro – Truque Pose

♥ Mais um truque extra para fotos de Casais

Ao fotografar casais, peça para se aproximarem, para dar aquele close no rosto e conseguir selecionar a profundidade que funcione para os dois. Não deixe um espaço sobrando entre os dois.

Se querem uma foto pra porta retrato, tentem olhar um para o outro e testar algumas poses além de olhar diretamente pra câmera.

 

 

Aqui vão algumas dicas de poses. Vejam o que funciona e o que não funciona. Essas nós pegamos da página Amigo Fotógrafo.

Algumas dicas e explicações mais técnicas:

Aqui coloquei o resuminho que lemos no site do Photopro. Pra ler mais profundamente sobre cada tema, clique no link no final de cada explicação.

ISO (sensibilidade)

O ISO, que antes era ASA nas câmeras analógicas, nada mais é do que a sensibilidade dos filmes. Quanto maior o ISO, maior a sensibilidade, ou seja, mais luz. Porém quanto mais sensível, nos filmes, maior o grão. Já no digital não temos o grão, e sim um defeito no sensor, que resulta algo similar: o ruído, ou seja, quanto mais sensível, mais ruído.

Clique aqui para saber mais sobre ISO.

Velocidade (obturador) 

O obturador é como uma cortina dentro da câmera, que abre e fecha para a luz chegar ao sensor (ou filme). Quanto mais tempo aberto, mais luz entrará, e mais clara será a foto. Por outro lado, quanto menos tempo, menos luz. O tempo que o obturador fica aberto é medido através de frações de segundo, segundos, minutos e até horas. 

Clique aqui para saber mais sobre obturador.

Diafragma, abertura ou f

 O diafragma na fotografia é o diâmetro da abertura das lentes. Esse diâmetro é um dos fatores que define a quantidade de luz que entrará na câmera, até o sensor. Quanto maior for a abertura, mais luminosa é a objetiva (mais apta para locais com pouca luz).

Clique aqui para saber mais sobre diafragma.

Fotos em longa exposição

Velocidades lentas de exposição, como segundos ou minutos, além do objetivo de captar imagens em lugares com pouca iluminação, também podem ser úteis para resultar em efeitos interessantes, como o rastro dos faróis dos carros, transformar água corrente num véu, entre muitos outros. 

 Clique aqui para saber mais sobre Fotografia de Longa Exposição.

 

LEAVE A COMMENT